Rui alerta para crescimento de casos de Covid-19 no interior e fala em colapso do sistema de saúde


 

Governador Rui Costa. Foto: Camila Souza/GOVBA.

 

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (10), o governador Rui Costa falou sobre o combate à pandemia de Covid-19 na Bahia e fez um alerta para a população de que o desrespeito às medidas de distanciamento social está dificultando e atrasando a superação dos efeitos da pandemia no estado. “Nós estamos fazendo um investimento grande em todas as regiões com a implantação de novos leitos e de unidades de retaguarda, mas isso não será suficiente se cada um não fizer sua parte. Desde o período das festas juninas, temos registrado um crescimento alarmante no número de casos no interior. Se as taxas de contágio continuarem crescendo, chegará um momento que, independente do investimento que façamos na criação de novos leitos de UTI, o nosso sistema de saúde pode entrar em colapso”.

O governador afirmou que medidas mais rígidas devem ser tomadas nos municípios para conter o aumento no número de infectados. “Hoje temos cerca de 90 cidades com taxas muito altas e estamos muito preocupados. Nos últimos dois dias eu me reuni com 64 prefeitos e hoje irei conversar com mais 33 para identificar as razões e elaborar ações que barrem esse crescimento. Mas tudo passa, sem dúvida, pela importância das pessoas ficarem em casa a fim de evitar o contágio. Por isso nós precisamos de medidas drásticas para os próximos dias com o objetivo de impedir a formação de aglomerações”.

Rui também fez um apelo para os jovens. “Eu gostaria de mandar essa mensagem para nossos jovens, que hoje representam o grupo mais expressivo de contaminados na Bahia. Gostaria de pedir que pensem em seus pais, tios e avós, que já não têm a mesma saúde que vocês. Ao sair de casa, além de se colocarem em risco, também estão expondo eles ao vírus. Já aguentamos por tanto tempo e, se todos fizerem sua parte, em breve iremos superar e doença terrível.”

Confira a fala do Governador:

“Culpar a imprensa pelo aumento da sensação de insegurança e violência é um absurdo sem precedentes”, afirmar Diego Messias, vice-presidente do Sindpoc


Em entrevista a Rádio A Tarde FM, o secretário da Segurança Pública culpou a imprensa da Bahia pela sensação de insegurança e violência, ao invés de reconhecer que poderia haver falhas nas pasta que dirige.

A Bahia libera no primeiros quatro meses de 2020 o ranking de estado brasileiro com maior quantidade de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), segundo o levantamento realizado pelo Monitor da Violência.

Houve um aumento, na Bahia, de 16,59% de CVLIs nos meses iniciais do corrente ano em relação ao mesmo período do ano passado. Apenas em abril o estado registrou 534 crimes violentos letais intencionais.

Para Diego Messias, culpar a imprensa pelo aumento da sensação de insegurança e violência é um absurdo sem precedentes, visto que a falta planejamento e investimentos na policia judiciária é notório. Melhorar as condições de trabalho, investir em qualificação continuada e em novas tecnologias de investigação, além de valorizar os profissionais de segurança pública seria um bom começo, afirma o vice presidente.

Campanha destaca beleza, história, cultura e potencial turístico de Itacaré


Destacar cada vez o potencial turístico de Itacaré para atrair o visitante para a cidade assim que a pandemia passar, mostrando as belezas da natureza, cachoeiras, esporte, aventura, oceano, cacau, chocolate, história, cultura, gastronomia, sol e praia somado a diversidade de cores, sons, sabores fazem do município um destino completo. Esse é o objetivo da campanha Novas Rotas, lançada pela Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo Itacaré, com peças criativas e imagens deslumbrantes que tem o objetivo de acompanhar as novas tendências do mercado pós pandemia e o novo comportamento do viajante que busca os segmentos do turismo rural, turismo de natureza, bem-estar, ecoturismo, turismo de aventura e turismo gastronômico.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que a ideia é aproveitar esse período em que as pessoas já estão planejando suas viagens para quando a pandemia passar e mostrar as potencialidades que fazem de Itacaré um destino completo onde cada visitante pode escolher a sua rota turística, respirar, viver, curtir a cidade. “Em meio à crise sempre tem oportunidades e acreditamos que o turismo de natureza é a grande tendência. Itacaré mais uma vez sai na frente com novos produtos turísticos para uma retomada forte do Turismo” disse o prefeito António de Anízio.

E um dos destaques é a Rota do Esporte e Aventura. Com belas imagens e vídeos a campanha mostra como e onde praticar diversos esportes náuticos como stand-up paddle, canoagem, canoa havaiana, jet-ski, surf, caiaque e muito mais. No distrito de Taboquinhas, as dicas são para a prática do rafting e do rapel na Cachoeira do Noré. Já o circuito de arvorismo é considerado um dos mais belos do Brasil, com tirolesas com vistas panorâmicas atravessando a mata e o mar, mountain bike, kite surf, sem falar no surf para todas as idades.

CAMPANHA – Os símbolos das Novas Rotas turísticas dão o tom da campanha – Rota Turística das Cachoeiras, Rota Natureza, Rota do Cacau & Chocolate, Rota do Esporte & Aventura, Rota Oceânica, Rota da História & Cultura, Rota do Sol e Praia, criadas a partir da logomarca Itacaré – Um Destino Completo.

A campanha conta com as logomarcas, cards feed e estoires para posts nas redes sociais, e-mails marketing e vídeos. São um total de 10 vídeos produzidos para campanha que começa com o vídeo apresentando todas as novas rotas turísticas, em seguida vídeo de cada rota turística e por último o vídeo com os protocolos de segurança para a retomada do turismo de Itacaré, dando forma e voz a campanha. As imagens retratam os novos produtos turísticos de Itacaré e sintetizam o senso de ação, colaboração e união em prol de Itacaré.

Segundo o secretário de Turismo de Itacaré, Júlio Oliveira, a campanha destaca o turismo de experiência e segurança, uma variedade de opções – para relaxar ou curtir, aproveitar a natureza ou a praia – são apelos ainda mais decisivos para despertar nas pessoas o desejo pelas experiências que cada Rota Turística pode proporcionar e apresentar Itacaré pós pandemia para todos. “Mais do que uma ação coletiva para a promoção das novas rotas turísticas de Itacaré, essa campanha é sobre sentimento de pertencimento e união, e para que, unidos o poder público e trade turístico sejam ainda mais fortes para incentivar a retomada do turismo” afirma o secretário.

Alta no preço do boi gordo anima pecuaristas do Sul da Bahia


A alta no preço do boi gordo que tem sido registrada com intensidade nas últimas semanas tem animado pecuaristas de todo o país. Na região Sul da Bahia, o cenário não tem sido diferente e muitos questionam o motivo para essa melhora no preço do boi gordo. Nesta semana, por exemplo, a média de preço em Itabuna tem sido de R$ 225,00 @, com tendência de alta.

Especialistas em análise do mercado do boi, atribuem os seguintes fatores para esta escalada: alta no dólar, aumento significativo nas exportações para a China, por influência da peste suína que dizimou o plantel e a consequente aceitação do consumidor chinês para com a carne vermelha, bem como a dificuldade na reposição de bezerros por conta do preço.

O site especializado na área, Scoot Consultoria, informa que somente em junho, o volume exportado de carne bovina in natura para a China, foi recorde para o mês, totalizando 152,5 mil toneladas. “A quantidade exportada cresceu 33,2% na comparação com o mesmo período do ano passado”, diz o site.

Para o presidente da Associação dos Agropecuaristas do Sul da Bahia (ADASB), Carlos Alberto Alves Dantas (Beto Dantas), a oferta reduzida de animais para abate e a crescente demanda para exportação tem influenciado positivamente nos preços da arroba. “Além disso, a injeção de dinheiro na economia brasileira por conta do auxílio emergencial do governo federal, tem aumentado o consumo do brasileiro”, finaliza.

Nascidos em maio podem sacar primeira parcela de auxílio emergencial


Cerca de 400 mil beneficiários do auxílio emergencial, contemplados no terceiro lote do benefício, podem sacar hoje (10) os recursos da primeira parcela. O saque está liberado para os nascidos em maio.

O auxílio, com parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), foi criado para reduzir os efeitos da crise econômica causada pela pandemia de covid-19. A liberação do saque e a transferência da poupança social da Caixa para outros bancos estão sendo feitas de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Os recursos são transferidos automaticamente para as contas indicadas.

O calendário de saque segue o seguinte cronograma: segunda-feira (6) foi a vez dos nascidos em janeiro; terça-feira (7), nascidos em fevereiro, quarta-feira (8), nascidos em março; na quinta-feira (9), nascidos em abril; na sexta-feira (10), nascidos em maio; no sábado (11), nascidos em junho; na segunda (13), nascidos em julho; na terça-feira (14), nascidos em agosto; na quarta-feira (15), nascidos em setembro; na quinta-feira (16), nascidos em outubro; na sexta-feira (17), nascidos em novembro; e no sábado (18), nascidos em dezembro. No total, o saque será liberado para cerca de 4,8 milhões de pessoas.

Mais quatro cidades têm transporte suspenso na Bahia; total chega a 378


 

Foto ilustrativa.

 

Barra do Rocha, Caturama, Ituaçu e Novo Horizonte terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de sábado (11). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (10).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 12 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Lajedão e Malhada, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

No total, a Bahia possui 378 cidades com transporte suspenso. São elas: Abaíra, Abaré, Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, América Dourada, Anagé, Andaraí, Andorinha, Anguera, Antas, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Apuarema, Araçás, Aracatu, Araci, Aramari, Aratuípe, Aurelino Leal, Baianópolis, Baixa Grande, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barro Alto, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Biritinga, Boa Nova, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Botuporã, Boquira, Brejões, Brumado, Buerarema, Buritirama, Caatiba, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caculé, Caém, Caetanos, Caetité, Cafarnaum, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Canavieiras, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Cardeal da Silva, Carinhanha, Casa Nova, Castro Alves, Catu, Caturama, Chorrochó, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Coribe, Correntina, Coronel João Sá, Cotegipe, Cravolândia, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Dom Macedo Costa, Elísio Medrado, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira da Mata, Feira de Santana, Filadélfia, Firmino Alves, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gandu, Gentio do Ouro, Glória e Gongogi.

A restrição também inclui Governador Mangabeira, Guajeru, Guanambi, Guaratinga, Heliópolis, Iaçu, Ibiassucê, Ibicaraí, Ibicoara, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Ibitiara, Ibotirama, Ichu, Igaporã, Igrapiúna, Iguaí, Ilhéus, Inhambupe, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irajuba, Iraquara, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna, Itacaré, Itaetê, Itagi, Itagibá, Itagimirim, Itaguaçu da Bahia, Itaju do Colônia, Itajuípe, Itamaraju, Itamari, Itambé, Itanagra, Itanhém, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itaquara, Itarantim, Itatim, Itiruçu, Itororó, Ituaçu, Ituberá, Jacaraci, Jacobina, Jaguaquara, Jaguarari, Jaguaripe, Jandaíra, Jequié, Jeremoabo, Jiquiriçá, Jitaúna, João Dourado, Juazeiro, Jucuruçu, Jussara, Jussari, Laje, Lajedinho, Lajedo do Tabocal, Lamarão, Lapão, Lauro de Freitas, Lençóis, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Macarani, Macururé, Madre de Deus, Maiquinique, Mairi, Malhada de Pedras, Manoel Vitorino, Mansidão, Maracás, Maragogipe, Maraú, Mascote, Mata de São João, Medeiros Neto, Miguel Calmon, Milagres, Mirangaba, Monte Santo, Morpará, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Mucuri, Mulungu do Morro, Muniz Ferreira, Muquém de São Francisco, Muritiba, Mutuípe, Nazaré, Nilo Peçanha, Nordestina, Nova Canaã, Nova Ibiá e Nova Itarana.

Estão com restrição no transporte ainda Nova Redenção, Nova Soure, Nova Viçosa, Novo Horizonte, Novo Triunfo, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Ourolândia, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Paripiranga, Pau Brasil, Paulo Afonso, Pé de Serra, Pedrão, Pedro Alexandre, Piatã, Pilão Arcado, Pindaí, Pindobaçu, Pintadas, Piraí do Norte, Piripá, Piritiba, Planalto, Poções, Pojuca, Ponto Novo, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Presidente Jânio Quadros, Presidente Tancredo Neves, Queimadas, Quijingue, Quixabeira, Rafael Jambeiro, Remanso, Retirolândia, Riachão das Neves, Riachão do Jacuípe, Riacho de Santana, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Rio de Contas, Rio do Pires, Rio Real, Rodelas, Ruy Barbosa, Salinas da Margarida, Salvador, Santa Bárbara, Santa Brígida, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santa Teresinha, Santaluz, Santanópolis, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Santo Estevão, São Desidério, São Felipe, São Félix, São Félix do Coribe, São Francisco do Conde, São Gonçalo dos Campos, São José da Vitória, São José do Jacuípe, São Miguel das Matas, São Sebastião do Passé, Sapeaçu, Sátiro Dias, Saubara, Seabra, Sebastião Laranjeiras, Senhor do Bonfim, Sento Sé, Serra do Ramalho, Serra Preta, Serrinha, Serrolândia, Simões Filho, Sítio do Quinto, Sobradinho, Souto Soares, Tabocas do Brejo Velho, Tanquinho, Taperoá, Tapiramutá, Teixeira de Freitas, Teodoro Sampaio, Teofilândia, Teolândia, Terra Nova, Tremedal, Tucano, Uauá, Ubaíra, Ubaitaba, Ubatã, Uibaí, Umburanas, Una, Urandi, Uruçuca, Utinga, Valença, Valente, Várzea da Roça, Várzea Nova, Varzedo, Vera Cruz, Vereda, Vitória da Conquista, Wagner, Wenceslau Guimarães e Xique-Xique.

Prefeitura de Itabuna prorroga toque de recolher sem data para término


Em decreto publicado nesta quinta-feira (9), a Prefeitura de Itabuna estabeleceu, novamente, o “Toque de Recolher” no município. Com isso, a Prefeitura mantem a restrição à circulação de pessoas entre às 18h e 5h, com exceção das atividades essenciais e urgentes.

Até esta quinta-feira (9), estava em vigor um decreto estadual que também estabelecia limitação da circulação de pessoas no município.

Com essa medida, o município visa conter a circulação de pessoas nas vias públicas em horários pré-determinados, e com isso reduzir a taxa de contaminação da COVID-19.

Vale lembrar que a Prefeitura liberou o funcionamentos dos estabelecimentos comerciais na cidade a partir de quinta-feira (9). A reabertura do comércio faz parte da segunda fase do plano de flexibilização da economia na cidade.

Apesar do retorno das atividades comerciais, o transporte coletivo segue suspenso. Os ônibus não circulam há quase quatro meses.

Bahia registra mais de 69 mil pessoas curadas do Covid – 19


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.783 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + 2,9%), 51 óbitos (+2,2%) e 2.548 curados (+3,8%). Dos 98.319 casos confirmados desde o início da pandemia, 69.098 já são considerados curados, 26.893 encontram-se ativos e 2.328 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 394 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (42,90%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.419,53), Itajuípe (2.283,93), Ipiaú (1.868,20), Lauro de Freitas (1.590,41) e Itabuna (1.552,37).

O boletim epidemiológico contabiliza 98.319 casos confirmados, 194.329 casos descartados e 98.644 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (9).

Na Bahia, 10.760 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Todos os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.351 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.531 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. No que se refere aos leitos de UTI adulto, dos 898 leitos exclusivos para o coronavírus, 730 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 81%. A região Extremo-Sul da Bahia possui a maior taxa de ocupação, com 96% dos leitos de UTI ocupados, seguida da região Sul, com 92%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 2.328 mortes pelo novo coronavírus.

2278º óbito – mulher, 63 anos, residente em Canudos, portadora de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Canudos;

2279º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 01/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2280º óbito – homem, 75 anos, residente em Camacan, portador de diabetes, doença cardiovascular e neoplasias, foi internado dia 31/05 e foi a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Camacan;

2281º óbito – mulher, 65 anos, residente em Ilhéus, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 13/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2282º óbito – mulher, 49 anos, residente em Itabuna, sem informação de comorbidade, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2283º óbito – homem, 60 anos, residente em Ilhéus, portador de doença renal crônica, foi internado dia 11/06 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2284º óbito – homem, 91 anos, residente em Ilhéus, sem comorbidades, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 23/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2285º óbito – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dias 22/06 e foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2286º óbito – homem, 78 anos, residente em Ilhéus, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2287º óbito – mulher, 57 anos, residente em Ubaíra, sem comorbidades, foi internada dia 22/06 e foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2288º óbito – homem, 68 anos, residente em Ilhéus, portador de doenças endócrinas e nutricionais, foi internado dia 16/05 e foi a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2289º óbito – homem, 84 anos, residente em Ilhéus, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 26/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2290º óbito – homem, 68 anos, residente em Casa Nova, portador de diabetes, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 24/06, em unidade da rede particular, em Araripina, Pernambuco;

2291º óbito – mulher, 92 anos, residente em Ubaitaba, portadora de hipertensão arterial, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Ubaitaba;

2292º óbito – homem, 62 anos, residente em Ilhéus, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 23/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2293º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 06/06 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

2294º óbito – homem, 82 anos, residente em Ipirá, portador de hipertensão arterial, neoplasias e doença renal foi internado dia 21/06 e foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

2295º óbito – homem, 101 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular, foi internado dia 05/07 e foi a óbito dia 07/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2296º óbito – homem, 84 anos, residente em Lauro de Freitas, portador de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Lauro de Freitas;

2297º óbito – homem, 34 anos, residente em Sento Sé, portador de doença cardiovascular e doença hepática, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede filantrópica, em Juazeiro;

2298º óbito – homem, 61 anos, residente em Morpará, portador de neoplasias, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em Lauro de Freitas;

2299º óbito – homem, 85 anos, residente em Casa Nova, sem informação de comorbidades, foi internado dia 02/07 e foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede pública, em Casa Nova;

2300º óbito – mulher, 91 anos, residente em Lauro de Freitas, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e doença do sistema nervoso, foi internada dia 15/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2301º óbito- mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 16/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2302º óbito – homem, 67 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 16/06 e foi a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Eunápolis;

2303º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em, Salvador;

2304º óbito – homem, 93 anos, residente em Itamaraju, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/07 e foi a óbito dia 08/07, em unidade da rede pública, em Itamaraju;

2305º óbito – homem, 30 anos, residente em Juazeiro, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em Itamaraju;

2306º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

2307º óbito – homem, 52 anos, residente em Candeias, portador de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internado dia 21/05 e foi a óbito dia 24/05, em unidade da rede pública, em Candeias;

2308º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de doença respiratória crônica, foi internado dia 28/06 e foi a óbito na mesma data (28/06), em unidade da rede pública, em Salvador;

2309º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 28/06 e foi a óbito dia 03/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2310º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 15/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede pública, em Salvador;

2311º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e neoplasias, foi internada dia 30/06 e foi a óbito no dia 06/07, em unidade da rede privada, em Salvador;

2312º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e neoplasias, foi internado dia 30/06 e foi a óbito dia 02/07, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

2313º óbito – homem, 63 anos, residente em Itabuna, portador de diabetes e doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2314º óbito – homem, 69 anos, residente em Barro Preto, portador de diabetes e doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 21/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2315º óbito – homem, 96 anos, residente em Presidente Tancredo Neves, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 04/07, em unidade da rede pública, em Presidente Tancredo Neves;

2316º óbito – homem, 81 anos, residente em Nazaré, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede privada, em Nazaré;

2317º óbito – mulher, 66 anos, residente em Coaraci, sem comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

2318º óbito – homem, 61 anos, residente em Floresta Azul, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/07 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2319º óbito – mulher, 78 anos, residente em Itabuna, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 27/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2320º óbito – homem, 52 anos, residente em Itabuna, portador de diabetes, foi internado dia 19/05 e foi a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2321º óbito – mulher, 64 anos, residente em Ibirapitanga, portadora de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Ibirapitanga;

2322º óbito – mulher, 88 anos, residente em Itajuípe, portadora de doença cardiovascular, foi internada dia 24/05 e foi a óbito na mesma data (24/05), em unidade da rede pública, em Itabuna;

2323º óbito – homem, 52 anos, residente em Itajuípe, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2324º óbito – homem, 22 anos, residente em Itabuna, sem comorbidades, foi internado dia 07/05 e foi a óbito dia 08/05, em unidade da rede pública, em Itabuna;

2325º óbito – homem, 87 anos, residente em Itajuípe, portador de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 28/06, em unidade da rede privada, em Itajuípe;

2326º óbito – homem, 79 anos, residente em Camacan, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 30/06 e foi a óbito dia 05/07, em unidade da rede privado, em Camacan;

2327º óbito – mulher, 58 anos, residente em Juazeiro, portadora de diabetes, foi internada dia 20/06 e foi a óbito dia 06/07, em unidade da rede privada, em Remanso;

2328º óbito – homem, 75 anos, residente em Camaçari, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 15/06 e foi óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Salvador.

Ilhéus: Centro de Acolhimento começa a funcionar no Mamoan


Hotel Village Enseada do Mamoan, está recebendo pacientes com Covid-19.

 

O Centro de acolhimento para pessoas que testaram positivo para a Covid-19 começou a funcionar em Ilhéus, desde a quarta-feira (8). O local tem capacidade para 104 pessoas. É a primeira unidade desse tipo no município.

O centro fica em Mamoan, zona norte do município. Até a manhã desta quinta-feira (9), dois pacientes já estavam na unidade se recuperando do novo coronavírus.

Conforme a vigilância epidemiológica da cidade, a Secretaria de Saúde vai entrar em contato com as pessoas que testaram positivo, analisar o perfil e ver, se o paciente tem a necessidade de ir para o centro e, assim, evitar a contaminação de outras pessoas.

A vigilância disse ainda que, caso necessário, a pessoa poderá ser levada para o centro de acolhimento em um transporte disponibilizado pela própria prefeitura. ( G1/Bahia)

Confira também:

Ilhéus: Moradores de Mamoan protestam contra Hotel para pacientes com Covid-19

Presidente do STJ manda Fabrício Queiroz para prisão domiciliar


Fabrício Queiroz.

 

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, acaba de conceder, por meio de liminar, prisão domiciliar para Fabrício Queiroz.

A decisão, liminar, é desta quinta-feira e também vale para a esposa de Queiroz, Márcia Aguiar, que se encontra foragida.

Queiroz está preso desde o último dia 19 de junho no presídio de Bangu, acusado de participar em um esquema de desvio de vencimentos de servidores do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, conhecido como “rachadinha”.

Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro e amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi preso no dia 18 junho deste ano, em Atibaia, interior de São Paulo.