No Dia Mundial do Vento, Bahia firma liderança com 31% da energia eólica gerada no país


Parque Eólico de Guanambi. Foto de Paula Fróes GOVBA.

Quando os ventos sopram forte, mais que ventania, geram energia acima da média. E, na Bahia, mantém o estado na liderança do segmento de energias renováveis do país. Foi o que ocorreu no município de Morro do Chapéu, quando o fator de capacidade de geração de energia do complexo eólico Ventos de Santo Abraão, da Enel Green Power, foi de 52,1%, em abril, maior registrado no período. A energia gerada por fonte eólica na Bahia, no primeiro quadrimestre do ano, representa 31% em relação ao restante do país, o que consagra a liderança nacional. Nesta segunda-feira (15), Dia Mundial do Vento, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE) divulga dados atualizados do setor, no Informe Executivo mensal de Energias Renováveis.

“A Bahia tem 170 parques eólicos em operação, mais de 1,3 mil aerogeradores, que o povo no interior chama carinhosamente de ‘catavento’, e uma capacidade instalada de 4,1 Gigawatts (GW). Os R$ 16,7 bilhões investidos por essa centena de empreendimentos beneficiaram 20 municípios baianos. Ou seja, os números do Estado no segmento de energias renováveis são extremamente significativos e motivo, não só de muito orgulho para nós que estamos na linha de frente da atração de investimentos, mas de esperança para a economia no pós-pandemia”, destaca o vice-governador João Leão, secretário titular da SDE.

A expectativa narrada por Leão se baseia nos 53,5 mil empregos previstos para ser gerados pelos 38 novos parques em construção e nos 86 que estão em fase de iniciar a construção. Juntos, esses novos complexos devem injetar R$ 13,1 bilhões em investimentos no território baiano.

Outra curiosidade do setor eólico na Bahia é que a energia gerada nos 170 parques ativos tem capacidade de abastecer cerca de 8,3 milhões de residências e beneficiar aproximadamente 25 milhões de habitantes – quase o dobro da população baiana que é de 14,8 milhões, segundo o IBGE. Isto ocorre porque a energia gerada pelos ventos no estado é distribuída para todo o país, pelo operador nacional do sistema elétrico.

Energia Solar

No Dia do Vento, há números para ser comemorados também no setor solar fotovoltaico da Bahia. O estado possui 29 parques em operação, em sete municípios, com 777 Megawatts (MW)de capacidade instalada e 3 milhões de

módulos fotovoltaicos. A energia solar gerada no sertão baiano é capaz de abastecer cerca de 1,1 milhão de residências e beneficiar 3,5 milhões de habitantes. O segmento se prepara para crescer com os 23 parques prestes a iniciar a construção, que devem investir R$ 4 bilhões e podem gerar mais de 12 mil empregos.

Último dia para se inscrever no Edital Suplementar para ingresso na UFSB através dos Colégios Universitários


Hoje, dia 15 de junho, é o último dia para as inscrições para a Seleção de Ingresso na UFSB, através dos Colégios Universitários. São 366 vagas distribuídas em dez cidades e oito cursos.

O ingresso através dos Colégios Universitários possibilita que o estudante ingresse em uma cidade em que não possui uma sede da UFSB e, durante um ano, permaneça tendo aulas em um colégio estadual credenciado, recebendo as mesmas aulas ofertadas aos estudantes que se encontram nas sedes. Após um ano, o estudante migra para o campus ao qual o Colégio Universitário está vinculado:

CAMPUS JORGE AMADO – SEDE: ITABUNA

Colégios Universitários em Coaraci, Ibicaraí, Ilhéus e Itabuna

CAMPUS PAULO FREIRE – SEDE: TEIXEIRA DE FREITAS

Colégios Universitários em Itamaraju, Posto da Mata e Teixeira de Freitas.

CAMPUS SOSÍGENES COSTA – SEDE: PORTO SEGURO

Colégios Universitários em: Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Eunápolis

As vagas são para os cursos de:

– Bacharelado Interdisciplinar em Artes

– Bacharelado Interdisciplinar em Ciências

– Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades

– Licenciatura Interdisciplinar em Artes e suas tecnologias

– Licenciatura Interdisciplinar em Ciências da Natureza e suas tecnologias

– Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais e suas tecnologias

– Licenciatura Interdisciplinar em Linguagens e Códigos e suas tecnologias

– Licenciatura Interdisciplinar em Matemática e Computação e suas tecnologias

As inscrições são efetuadas exclusivamente pela internet, por meio do seguinte link: https://sistemas.ufsb.edu.br/questionarios/index.php/659197?lang=pt-BR.

Para mais informações, acesse: Edital nº 11/2020

Saiba mais sobre os Colégios Universitários na página: https://ufsb.edu.br/a-ufsb/cunis

Informações da Ascom da UFSB.

Embaixada Galera do Fla Ilhéus, realiza campanha solidária Galera Unida Contra a Fome


Zico e camisa autografada doada para a embaixada Galera do Fla Ilhéus.

Em tempos de pandemia da Covid-19, a torcida do Flamengo utiliza sua força para promover ações de combate ao novo coronavírus e ajudar ao próximo, como famílias carentes afetadas pela pandemia.

Em Ilhéus, a Embaixada Galera do Fla, organizou uma ação que contou a participação do maior ídolo da História do Flamengo, Arthur Antunes Coimbra, o galinho Zico, que presenteou o projeto com uma camisa autografada, que foi rifada e sorteada, e todo o dinheiro arrecadado foi utilizado na compra de cestas básicas que atendeu mais de 100 famílias.

O Embaixador do clube e da Embaixada Crispiniano Cerqueira destacou a participação dos membros da Embaixada e amigos, além da ajuda do projeto amigos solidários para o sucesso da campanha.Com ajuda da Marinha do Brasil, as cestas básicas chegaram a alguns ribeirinhos. Outras instituições também foram agraciadas a exemplo do Abrigo São Vicente, Ong IR, Creche Renascer, Creche Manoel Rebolsas.

“E logo, logo estaremos juntos em novas ações nesse momento onde o mais importante é jogarmos juntos no combate à fome e a essa pandemia”, explicitou Crispiniano Cerqueira.

Facebook e Cielo anunciam parceria para pagamentos via WhatsApp


A Cielo e o Facebook anunciaram nesta segunda-feira, 15, uma parceria para viabilizar transações de pagamento por WhatsApp no país. Em comunicado ao mercado, a empresa informa que a versão mais recente do aplicativo apresentará gradativamente a opção “pagamentos” no menu, permitindo a realização de pagamentos e o acompanhamento do histórico de transações.

Segundo o Cielo, o interessado em realizar pagamentos para outras pessoas ou para empresas precisará cadastrar e validar seu cartão de débito ou múltiplo no WhatsApp.

Já os comerciantes interessados em realizar vendas precisarão se credenciar à Cielo por meio da plataforma do WhatsApp.

O pagamento de pessoa para pessoa funcionará na modalidade débito, enquanto que o pagamento de pessoa para empresas ou empreendedores funcionará nas modalidades débito e crédito.

Nas transações de débito, o comerciante receberá o valor da venda em um dia e nas transações de crédito em dois dias.

Sindpoc realiza assembleia nesta terça-feira (16) para suspender as atividades no prédio do DHPP e DRACCO


O Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SINDPOC) convoca assembleia extraordinária para está terça-feira (16) no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado, localizados na Rua das Hortênsias, 254, Pituba, às 9 horas, para discutir medidas sobre o aumento de policiais civis infectados pela Covid-19 nas unidades, a falta de protocolo de biossegurança, além da cobrança exagerada do cumprimento de metas imposta por parte da gestão da polícia civil aos servidores.

Na pauta da assembleia, a categoria irá avaliar a suspensão das atividades nos prédios da DHPP e DRACCO até que a gestão da Polícia Civil crie protocolo de biossegurança no combate a Pandemia da Covid-19, além de suspender a obrigatoriedade de cumprir metas neste período. O SINDPOC ressalta que o número de policiais infectados já supera 80 casos confirmados, sem contar àqueles que estão afastados por estarem no grupo de risco ou por suspeita de infecção pelo coronavírus.

Economistas recomendam austeridade às famílias


Foro: Marcello Casal Jr – Agência Brasil

A queda de renda dos brasileiros em meio à crise econômica provocada pela pandemia de covid-19, preocupa os economistas. As razões para a diminuição do poder aquisitivo estão no desemprego no mercado formal (com carteira assinada), na desocupação de trabalhadores informais (sem registro) e na redução negociada de rendimentos.

Os efeitos são sentidos na queda do poder aquisitivo e na capacidade de consumo das famílias. O percentual de famílias com dívidas, em atraso ou não, chegou a 66,6% em abril deste ano – recorde desde janeiro de 2010. As projeções a médio prazo também despertam atenção. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) prevê que os brasileiros possam chegar até 8% mais pobres em 2021, na comparação com 2019.

“É um momento muito complicado, as famílias já estavam endividadas. A redução de renda é muito grave porque há pessoas passando necessidade”, diz o economista Ronalde Lins. “Quem perdeu o emprego não vai conseguir recuperar em curto prazo, mesmo que aceite salário mais baixo”, afirma Newton Marques, também economista.

O presidente do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal, César Bergo, avalia que o comprometimento dos orçamentos domésticos e o desemprego se agravam com os riscos à saúde, que exigem reclusão. “A pessoa não tem dinheiro, ainda vai ficar doente? O melhor é cuidar da saúde”, afirma, acrescentando que “não se esperava tanto tempo nesse período de isolamento”.

Racionalização de gastos

Nenhum economista prescreve receita mágica ou ad hoc (expressão latina cuja tradução literal é “para isto” ou “para esta finalidade”) como descreve Bergo. Em meio à recessão econômica, a bula prevê mais austeridade. As famílias precisam de “mais disciplina e racionalização de gastos. É questão de fechar o caixa e direcionar recursos. A despesa tem que estar dentro do orçamento”, recomenda.

O presidente do Conselho Regional de Economia frisa, no entanto, que “o momento é de fazer foto, mas enxergar com a luneta. Tem que olhar o futuro. O importante é ganhar tempo. A gente sabe que a pandemia não vai durar para sempre”.

O economista Ronalde Lins também diz que “não existe momento eterno sem dinheiro, sem recurso financeiro.” Por ora, ele orienta as famílias a não fazerem novos compromissos, focar no atendimento às necessidades básicas, como alimentação, renegociar dívidas e prolongar pagamento. Abra o jogo: diga não tenho dinheiro”.

Lins admite, porém, que a negociação “é difícil” no momento. “Dizer que não vai pagar para quem tem a receber é outro complicador. Uma bola de neve. A não paga B, B não paga C, e assim a economia quebra”.

Ronalde Lins é consultor de empresas privadas e observa que seus clientes sofrem com percalços para obter novos empréstimos ou rever condições de antigas operações de crédito.

“Os bancos estão fazendo propaganda que não estão cumprindo, ou beneficiando poucos. Todos os bancos estão dizendo que têm recursos. Infelizmente, os bancos não têm tido esse compromisso. Diversos clientes meus, pessoas jurídicas, não conseguiram recursos com benefício de taxa mais baixa e prolongamento de prazo. Estão colocando muita dificuldade”.

Segundo ele, a situação é ruim para as empresas e para as famílias. Apesar de quedas recentes, as taxas cobradas pelos bancos estão bem acima do que o Banco Central estabelece para a Selic (3% ao ano). Entre março e abril, a taxa de juros total do rotativo do cartão de crédito desceu de 327,1% em março para 313,4% em abril. No cheque especial, a redução dos juros foi de 130% para 119,3%.

Nesse cenário, de “taxas elevadas e absurdas”, o economista Newton Marques espera novas decisões macroeconômicas e que os bancos negociem. “A sociedade tem o direito de exigir medidas concretas. É preciso abrir os cofres. Não tem outra saída em qualquer país do mundo. É momento de guerra”, define.

Além do alto custo para famílias e empresas tomarem dinheiro emprestado, Marques aponta que há exigências de garantias que não podem ser atendidas. “Os bancos não podem fazer análise de risco exigente. Quem está precisando de dinheiro vai sucumbir a critérios rigorosos”, salienta.

Matéria da Agência Brasil.

Bolsonarista Sara Winter é presa pela Polícia Federal em Brasília


Ativista bolsonarista Sara Winter, líder do movimento 300 do Brasil.

A ativista Sara Winter foi presa  na manhã desta segunda-feira (15) pela Polícia Federal, em Brasília.

O mandado foi expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. Winter entrou na mira da PF depois de gravar vídeos ameaçando o magistrado.

Sara Winter é uma das investigadas no inquérito do STF que apura divulgação de notícias falsas e faz parte do movimento 300 do Brasil.

Em 27 de maio, quando a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão contra a ativista, ela chamou o ministro de “covarde” e gravou um vídeo dizendo que queria “trocar soco” com o ministro, e que descobriria tudo sobre a vida do magistrado, incluindo os lugares que ele frequenta. “Nunca mais vai ter paz na sua vida”, afirmou em um vídeo gravado na ocasião.

Bahia tem 36.401 casos confirmados de Covid-19


Bahia registra 36.401 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 19,21% do total de notificações no estado. O boletim epidemiológico ainda contabiliza 15.486 pessoas recuperadas, 1.105 óbitos e 19.810 indivíduos monitorados pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 357 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (54,97%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Itajuípe (9.516,37), Ipiaú (8.872,32), São José da Vitória ( 8.485,06), Uruçuca (8.236,27) e Salvador (8.236,27).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 71.532 casos descartados e 81.601 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (14).

Na Bahia, 5.162 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Morre aos 56 anos a ex-deputada estadual Virgínia Hagge


Morre aos 56 anos, a ex-deputada estadual Virgínia Hagge — Foto: Reprodução/Redes Sociais.

A ex-deputada estadual baiana Virgínia Hagge morreu neste domingo (14), aos 56 anos, em Itapetinga, no sudoeste da Bahia. Além da carreira política, Virgínia era pedagoga e mãe do prefeito da cidade.

Não há detalhes do que causou a morte da ex-deputada, nem detalhes sobre seu sepultamento.

Virgínia Hagge começou a carreira política como vereadora pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB, atual MDB), em 2005, também na cidade de em Itapetinga.

Em 2007 ela iniciou seu primeiro ano como deputada estadual, após renunciar o cargo de vereadora.

Nas redes sociais, o filho de Virgínia e prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge, escreveu que esse é o dia mais difícil da vida dele.

“Hoje é o mais difícil dia da minha vida. Perdi minha mãe, minha conselheira, meu exemplo. A perdi depois de tantos anos de luta, de coragem. Perdi o chão. Não está sendo fácil. Não será. Mas sigo ciente de que é preciso que sejamos ‘sábios para permitir que a morte chegue quando a vida deseja ir’. Saudade eterna, mãe”.

Sinovac anuncia 90% de sucesso em testes de vacina contra coronavírus


O laboratório chinês Sinovac, um dos mais avançados na corrida por uma vacina contra o novo coronavírus, anunciou neste domingo dois novos promissores avanços. Segundo a agência Bloomberg, mais de 90% das pessoas que receberam doses da vacina produziram anticorpos contra a covid-19 num intervalo de 14 dias. E não foram observados efeitos colaterais que coloquem em risco o prosseguimento do testes da vacina batizada de Coronavac.

O Sinovac é o mesmo laboratório que fechou parceria com o governo de São Paulo para uma fase de testes com 9.000 pessoas, conforme anunciou o governador João Doria na sexta-feira. O estado foi escolhido para uma terceira fase de testes, fundamental para a confirmação da eficácia da vacina, por ainda ter transmissão comunitária ativa do coronavírus. Segundo Doria, se tudo der certo a vacina, que pode vir a ser fabricada em parceria com o Instituto Butantã no Brasil, pode estar disponível no Sistema Único de Saúde em 2021.

O anúncio deste domingo refere-se a estágios anteriores de testes, as fases 1 e 2, feitas na China. Um total de 743 pessoas saudáveis com idades entre 18 e 59 anos receberam ou doses da vacina ou doses placebo de comparação. Segundo a Sinovac, as descobertas mais recentes serão publicadas em artigos científicos.

Com Informações da Revista Exame.