Bahia: Com investimento de R$ 87 milhões, Senai Cimatec Park entra em operação


Inauguração do Senai Cimatec Park no Polo Industrial de Camaçari. Foto Manu Dias/GOVBA.

O governador Rui Costa participou da inauguração do Senai Cimatec Park, na tarde desta segunda-feira (11), no Polo Industrial de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O complexo de inovação tecnológica e industrial está instalado em uma área de 4 milhões de metros quadrados. A inauguração faz parte da primeira etapa do complexo, que inclui 10 galpões industriais e um prédio administrativo.

Para o governador, o Senai Cimatec Park representa “a entrada da Bahia e do Brasil na disputa do novo emprego no mundo. Hoje a diferença se dá entre quem investe em pesquisa e tecnologia e quem não investe. Essa inauguração significa um passo adiante para que juntos possamos trabalhar para o desenvolvimento do conhecimento e para a criação de novas empresas a partir da tecnologia, gerando empregos, renda e crescimento econômico. É esse salto que o Brasil precisa dar, e hoje a Bahia deu um passo importante rumo ao desenvolvimento”.
Governador Rui Costa participa da inauguração do Senai Cimatec Park no Polo Industrial de Camaçari.

O Senai Cimatec Park é um empreendimento da Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e tem investimento de R$ 80 milhões, oriundos de recursos da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O presidente da Fieb, Ricardo Alban, destacou a importância do Senai Cimatec Park para a formação de novos profissionais. “Nós precisamos capacitar nossos profissionais e essa é a grande expertise do Senai Cimatec: treinar a profissão do futuro. O diferencial que teremos é criar um ambiente que permita reter na Bahia a nossa inteligência e desenvolver talentos”, disse.
Já o diretor de tecnologia e inovação do Senai Cimatec, Leone Andrade, ressaltou que o novo empreendimento tem potencial para atração de empresas. “Iremos atrair centros de pesquisas de empresas brasileiras e internacionais para que se instalem em nossa estrutura. Todo esse ecossistema foi pensado para desenvolvimento do setor industrial. Também iremos criar um ambiente de negócios para termos nessa área empresas de engenharia e serviços, dinamizando nosso complexo”.
 
Expansão
O complexo faz parte do projeto de expansão do Cimatec, conhecido por ser um dos principais institutos de ciência e tecnologia do país. No local está instalada uma estrutura preparada para responder às demandas da indústria brasileira. Serão atendidas necessidades nas áreas de automação, conformação e união de materiais, além de química, mineração, fármacos, biotecnologia e construção civil.
O presidente da CNI, Robson Andrade, acrescentou que “esse é o maior parque de inovação da América Latina. A primeira fase dele está sendo inaugurada e, certamente, vai ajudar muitas empresas a transformar seus produtos e a melhorar a competitividade. Um parque desse favorece muito a atração de empresas que estão em busca de inteligência e de centros de pesquisa”.

Usuário poderá escolher se quer ser adicionado em grupo de WhatsApp


Os grupos de WhatsApp são uma ferramenta para a comunicação rápida entre familiares, amigos e colegas de trabalho, mas se tornaram uma fonte de spam e campanhas de desinformação. Não raramente, os usuários são incluídos em grupos desconhecidos, que não requisitaram acesso, e passam a receber propagandas ou conversas desinteressantes. Para evitar esse inconveniente, a plataforma lançou nesta quarta-feira novas configurações de privacidade.

As mudanças oferecem controle aos usuários sobre quem pode incluí-los em grupos. Para acessar a nova função, basta entrar em Configurações > Conta > Privacidade > Grupos. São três opções disponíveis: “Todos”, “Meus contatos” e “Meus contatos, exceto”.

Em “Todos”, o usuário pode ser incluído em um grupo por qualquer pessoa, mesmo desconhecida. É a forma como o WhatsApp funcionava até hoje. Em “Meus contatos”, apenas pessoas na agenda do telefone podem fazer a inclusão automática em grupos. Em “Meus contatos, exceto”, é possível selecionar quem pode ou não fazer a inclusão.

Para grupos que não se enquadrem na configuração escolhida, o usuário não é adicionado automaticamente, mas pode receber um convite via mensagem individual do administrador, que terá validade de três dias para ser aceito ou rejeitado.

“Com esses novos recursos, os usuários terão mais controle sobre as mensagens em grupo que receberem”, diz a companhia, em seu blog. “Alguns usuários já visualizarão essas novas configurações de privacidade a partir de hoje e elas estarão disponíveis nos próximos dias para todos os usuários que usam a última versão do WhatsApp“.

Município discute requalificação do Distrito Industrial de Ilhéus


Os industriais e empresários apresentaram uma série de demandas, com destaque para incentivos tributários, infraestrutura, malha viária, sinalização e serviços de coleta do lixo na área e no entorno do Distrito Industrial de Ilhéus.

A revitalização do Distrito Industrial de Ilhéus, localizado no Iguape, zona norte da cidade, pautou o encontro da última quinta-feira (24), no Centro Administrativo da Conquista. A reunião foi presidida pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Urbanismo, Jerbson Moraes, que estava acompanhado da diretora da Superintendência de Gestão Patrimonial para o Desenvolvimento Produtivo (SUDEP) do Governo do Estado, Nelly Malheiros.

Os industriais e empresários apresentaram uma série de demandas, com destaque para incentivos tributários, infraestrutura, malha viária, sinalização e serviços de coleta do lixo na área e no entorno do Distrito Industrial de Ilhéus. Os entes públicos compreenderam as exigências e foi proposta a criação de uma associação. Para Moraes é preciso um diálogo unificado para a formalização do plano de reestruturação da área, em observância ao ordenamento jurídico.

“O prefeito Mário Alexandre quer modernizar e aparelhar o Distrito Industrial, mas para isso, é necessário a manutenção de um diálogo permanente com os empresários. Dessa forma, será possível avançar em vários pontos referentes à requalificação, como infraestrutura, impostos e ocupação dos terrenos. Houve uma participação maciça dos industriais, e a secretaria se coloca à disposição para auxiliar na formatação da associação”, pontuou o titular da Semde.

No entendimento de Luiz Gugé, chefe de gabinete da Semde, a reunião foi profícua. “Ilhéus é uma região estratégica e vislumbramos como uma região de grande crescimento, por conta, em especial, do Porto Sul, Ferrovia Oeste-Leste e da nova ponte. A região é um polo de trabalho do governador Rui Costa e queremos preparar a sociedade para o desenvolvimento que vem pela frente”, destacou.

Na reunião foi sugerida a criação de uma associação para a tomada de decisões estratégicas em comum acordo com o Estado e o Município. O encontro, Júlio Melo, superintendente do Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, finalizou salientando a parceira do comércio e da indústria locais, no fortalecimento do diálogo permanente com os setores produtivos da cidade.

Cadastro unificado facilitará acesso dos cidadãos a serviços federais


Uma ferramenta para unificar os cadastros do cidadão em diversos órgãos promete reduzir a burocracia e facilitar o acesso a serviços públicos federais. Publicado na última quinta-feira (10) no Diário Oficial da União, o Decreto 10.646/2019  cria o Cadastro Base do Cidadão (CBC), com níveis de compartilhamento de dados entre os órgãos.

Segundo o Ministério da Economia, o novo cadastro evita o deslocamento dos cidadãos em diversos órgãos públicos para juntar documentos, como certidões, comprovantes de situação fiscal e outros registros. Outros benefícios apontados pela pasta são a redução da perda de tempo, de impressão de papel e de uso de recursos humanos do governo federal.

A primeira versão do CBC será formulada com os dados já disponíveis no Cadastro de Pessoa Física (CPF), como o número do CPF, nome completo, nome social, data de nascimento, sexo, filiação, nacionalidade, naturalidade, além de outros atributos biográficos e cadastrais. Gradualmente, dados específicos de outros órgãos públicos serão acrescentados.

Compartilhamento

Protegidos pelo sigilo constitucional, os dados fiscais ficarão fora do cadastro, gerenciados apenas pela Receita Federal. Para garantir a segurança dos dados e mediar eventuais conflitos, o decreto também criou o Comitê Central de Governança de Dados, com representantes de diversas áreas do governo.

De acordo com o Ministério da Economia, o decreto tornou mais claras as regras para a troca de informações entre os diversos órgãos federais. O intercâmbio de informações entre os órgãos deve estar alinhado à Lei de Acesso à Informação e à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. A falta de padronização, informou a pasta, resulta em negociações complexas e exaustivas para o intercâmbio de dados.

Os órgãos federais terão 90 dias para classificarem os dados em restrito ou específico. Dados amplos não precisam ser categorizados. A classificação precisa obedecer a níveis compatíveis com a sensibilidade da informação.

Além de facilitar o acesso aos serviços públicos, o cadastro unificado, segundo o Ministério da Economia, ajudará a subsidiar e monitorar políticas públicas, possibilitando a análise de condições para acesso a benefícios sociais e fiscais e sua respectiva manutenção. A nova ferramenta também melhorará a qualidade dos dados sob gestão do governo, aumentando a eficiência das operações internas dos órgãos federais.

Parceria entre Município e Estado traz inovação e tecnologia para Ilhéus


Foto divulgação Secom/ Ilhéus.

Brevemente Ilhéus vai dispor de um “coworking”, modelo de trabalho em ambiente moderno para profissionais autônomos, com compartilhamento de espaço, serviços e informações. O projeto é viabilizado pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com a Prefeitura e visa oferecer um ambiente democrático, no qual o profissional terá à disposição estrutura física e recursos para o direcionamento dos seus negócios.

O ambiente de coworking é uma realidade para centenas de baianos. Para o prefeito Mário Alexandre a parceria é fruto da credibilidade do Governo do Estado com a cidade de Ilhéus e da articulação entre instituições e entidades públicas envolvidas na iniciativa.

“Estamos implantando como plano piloto um centro de inovação tecnológica para potencializar o desenvolvimento das empresas e dos segmentos não governamentais. Através da parceria com a Secti, vamos entregar, até dezembro, uma sala com acesso à internet e de forma gratuita. Isso irá fortalecer e trazer inovação tecnológica para a nossa cidade. A equipe está analisando os locais mais viáveis para o modelo”, destacou o prefeito.

Marcelo de Almeida, coordenador de articulação institucional da Secti explicou que o Espaço Colaborar dispõe de uma estrutura formal com sala de reunião e equipamentos de alta qualidade para que os pequenos empreendedores e autônomos possam realizar as suas atividades. “Levaremos ciência, tecnologia e inovação para todo o estado, e para Ilhéus um espaço coworking público, no qual as pessoas irão trabalhar em horário comercial”.

Segundo Almeida, o projeto foi gestado junto com o Sebrae, cuja entidade já possui uma agenda de capacitações, para estar presente no espaço em Ilhéus. Ademais, o coordenador informa que a atuação ocorre de forma integrada. A gestão é feita por meio de um comitê formado por representantes do Governo do Estado, da Prefeitura, do Sebrae e da sociedade civil organizada. O comitê fica responsável por deliberar a agenda do espaço.

“Conversaremos com o IFBA, UESC e Senai para trazer as agendas. Disponibilizando essa estrutura de trabalho para os empreendedores, e conectando os atores regionais, faremos a inovação em Ilhéus acontecer. O Governo do Estado vem entregando unidades e realizando essa articulação para que o espaço seja ocupado de forma efetiva e gerando negócios inovadores para as cidades”, completou Marcelo de Almeida.

De acordo com a Secti, a meta é implantar a unidade de Ilhéus até dezembro deste ano, além de outros 22 espaços por todo o estado.

Teles mudam sistema dos celulares para o fim do horário de verão


O decisão de acabar com o horário de verão em todo o Brasil, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro no mês de abril, faz com que as operadoras de telefonia ajustem seus sistemas para que o horário dos aparelhos celulares não seja adiantado em uma hora no primeiro domingo do mês de novembro (3), período em que o o horário diferenciado entrou em vigor em 2018.

No ano passado, o segundo turno das eleições gerais e a aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) alterou a data tradicional do início do horário de verão. A mudança fez com que muitos brasileiros tivessem o relógio de seus aparelhos adiantados, de maneira incorreta, no terceiro domingo do mês de outubro.

Ao comentar o erro, o especialista em telecomunicações e presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude, relata que os sistemas estavam configurados para adiantar automaticamente, conforme ocorreu nos anos anteriores.

“As operadoras e muitos outros sistemas já tinham essa alteração programada para que em determinado dia seja iniciado o horário de verão. O que aconteceu [em 2018] foi que algumas operadoras não alteraram a programação”, explica.

Para Tude, as alterações erradas de 2018 ajudarão a impedir novos erros semelhantes. “Depois do problema do ano passado, todos vão estar mais atentos para que não ocorra o mesmo neste ano. Acredito que não vai acontecer o mesmo”, avalia ele, que classifica como uma “configuração simples no sistema” o procedimento a ser realizado.

Vivo sem sinal: pane afeta internet 4G em diversas cidades


A Vivo reconheceu na manhã desta sexta-feira (13) problemas na cobertura em algumas capitais do Brasil. Consumidores enfrentam dificuldade de acesso à internet 4G e 3G, segundo relatos em redes sociais. Em nota encaminhada ao site TechTudo às 11h50, a operadora esclareceu que clientes “podem ter encontrado dificuldades ao utilizar serviço de dados móveis” e disse também que “o serviço já foi regularizado”.

Segundo o site DownDetector, os relatos de instabilidade se concentram nas regiões Sul e Sudeste. Houve aumento nas queixas provenientes das seguintes cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Salvador, Manaus, Campinas (SP) e Recife. Quase 90% dos problemas mais notificados são em relação à falhas no acesso à internet.

As informações são do site Techtudo.

Contatos de mais de 400 milhões de contas do Facebook são expostos


Os números de telefone ligados a mais de 400 milhões de contas do Facebook que tinha sido armazenados de forma irregular foram expostos online. Esta é a mais recente violação da proteção de dados do grupo norte-americano, revelou o site TechCrunch.

Um servidor vulnerável armazenou 419 milhões de registos de utilizadores da maior rede social do mundo em vários bancos de dados, incluindo 133 milhões de contas nos Estados Unidos, mais de 50 milhões no Vietnam e 18 milhões na Grã-Bretanha, segundo o site norte-americano.

As bases de dados listaram as identidades dos utilizadores do Facebook – uma combinação única de números para cada conta -, bem como os números de telefone associados aos perfis, o sexo dos utilizadores de determinadas contas e a localização geográfica.

O servidor não estava protegido por qualquer senha, o que significava que qualquer pessoa poderia ter acesso aos bancos de dados. Segundo o site TechCrunch, a informação ficou online até o fim do dia de ontem (4).

O Facebook confirmou parcialmente as informações do TechCrunch, mas minimizou o incidente.

O grupo afirmou que muitos dos contatos eram cópias e que os dados eram antigos. “Este conjunto de dados foi removido e não vimos sinais de que as contas do Facebook tenham sido comprometidas”, disse um porta-voz à agência France Presse.

Após o escândalo da Cambridge Analytica, em março de 2018, que revelou a utilização política de dados de milhões de utilizadores do Facebook sem o seu conhecimento, o grupo removeu a possibilidade de fazer buscas na plataforma por números de telefone.

No fim de agosto, o Facebook lançou testes para um novo recurso que permite aos utilizadores controlar os seus dados recuperados pela empresa americana fora da rede social.

Esse anúncio surgiu menos de uma semana depois de novas revelações sobre as práticas irregulares do Facebook, que reconheceu ter transcrito a audição de sons de alguns utilizadores, informação que negou durante muito tempo.

No fim de julho, o Facebook foi multado em 5 bilhões pela autoridade reguladora dos EUA para as comunicações, por não proteger os dados pessoais dos seus utilizadores.

*Emissora pública de televisão de Portugal

WhatsApp não doa dinheiro para pessoas doentes por compartilhamento de mensagens


De tempos em tempos, surge no WhatsApp uma mensagem a respeito de alguma pessoa – em muitas vezes, crianças – que precisa de um tratamento caro para determinada doença ou problema. A solução para “ajudar”, segundo o conteúdo, é simples: basta compartilhar com o máximo de amigos que puder, já que a empresa irá, supostamente, doar R$ 1 para cada compartilhamento. Será que é verdade?

Não, é apenas mais um boato a circular pela internet. A mensagem é a seguinte: “A cirurgia custa R$ 18.000,00. Deve ser feita o quanto antes. Ela tem pouco tempo de vida. Não pode esperar pelo SUS. O WhatsApp vai pagar R$ 1,00 cada vez que a MSG for repassada. Vamos salvar a vida desta criança!”. (mais…)

Ilhéus: Reunião entre vereadores e motoristas de aplicativo traça metas para mudanças em projeto de lei


O vereador Ivo Evangelista afirmou que o projeto só voltará à pauta após as deliberações dos representantes.

Na manhã da segunda-feira (26) motoristas e representantes de aplicativos de transporte que prestam serviço em Ilhéus participaram de uma reunião com os vereadores Ivo Evangelista, Fabrício Nascimento, Makrisi Sá e Gil Gomes no plenário da Câmara Municipal de Ilhéus. O objetivo do encontro foi discutir com os interessados o conteúdo do Projeto de Lei criado pelo vereador Ivo Evangelista, cujo objetivo é regulamentar a utilização do serviço no município.

Os participantes puderam ouvir os artigos da lei, que versam sobre direitos e obrigações dos profissionais, bem como opinaram sobre a continuidade ou não de alguns tópicos da lei. Alguns motoristas questionaram sobre taxas que serão cobradas, condições dos veículos, adequação de todos os aplicativos à lei, fiscalização municipal e regulamentação da atividade. Ilhéus conta hoje com os aplicativos 99, Uber e Urbanos.

O vereador Ivo Evangelista afirmou que o projeto só voltará à pauta após as deliberações dos representantes. O parlamentar ainda afirmou que as decisões são pensadas para atender o coletivo e que uma nova reunião será realizada na próxima segunda-feira (02) com os motoristas para que novos direcionamentos sejam feitos no projeto de lei.