Grupo Adaptalia chega à Bahia e atua na Proteção de Dados Pessoais


O Grupo Adaptalia é uma das empresas líderes quando se trata da Proteção de Dados Pessoais, um setor de extrema importância no cenário mundial atual. Com sede em Madrid, na Espanha, o Grupo vem ampliando sua área de atuação para países como Portugal, México e Bolívia e, em outubro de 2020, iniciou suas atividades em Salvador, na Bahia, com a proposta de atender o mercado brasileiro.

Focada na assessoria de pequenas e médias empresas no processo de adequação à LGPD, possui uma metodologia descomplicada e ágil, que contempla todos os requisitos exigidos pela Lei, tais como a nomeação de Encarregado de Tratamento (“Data Protection Officer” – DPO, em inglês), coleta do consentimento, formação para funcionários, elaboração do Registro de Operações de Tratamento, entre outros.

Possui, hoje, uma carteira internacional com mais de 8.000 clientes. Na Bahia, conta com clientes como hospitais, administradoras de condomínio, shopping center, clínicas médicas e, recentemente, firmou um convênio com a Associação Baiana dos Notários e Registradores (ABNR) para a adequação dos cartórios associados.

LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS

Em Setembro de 2020 entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018), que estabelece diversas regras quanto à coleta, uso, armazenamento e compartilhamento, por parte das empresas públicas e privadas, dos dados pessoais dos seus clientes/usuários.

A consultora sênior do Grupo Adaptalia no Brasil, Larissa Aguiar, destaca que a LGPD foi inspirada no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, também conhecido pela sigla GDPR, em inglês.

“Com a entrada em vigor da LGPD, o Brasil passa a integrar a relação dos países que se preocupam e valorizam a proteção de dados pessoais”.

Com a nova legislação, os titulares, identificados como as pessoas naturais que cedem os seus dados pessoais para tratamento, passam a ter diversos direitos, garantindo mais transparência e segurança quando da utilização dos seus dados pelas empresas. Larissa Aguiar cita, como exemplo, o direito de acesso aos dados – ou seja, as empresas passam a ter de informar quais dados possui daquele cidadão, bem como para qual finalidade são coletados.

A LGPD faz parte do nosso cotidiano e podemos observar sua utilização com a necessidade de aceitação da Política de Privacidade e a Política de Cookies ao ingressar em diversos websites ou aplicativos.

MARCO LEGAL

Larissa Aguiar aponta ainda que a entrada em vigor da LGPD cria um marco legal para o desenvolvimento das novas tecnologias no Brasil.

“Os novos produtos, especialmente aqueles que possuem inteligência artificial, têm como base a coleta de inúmeros dados pessoais – incluídos o IP de um celular ou computador, imagens coletadas por câmeras e identificadores biométricos”, afirma.

A coleta de dados pessoais deverá crescer exponencialmente com a implementação do 5G, o que exigirá maior transparência, segurança e privacidade para os seus usuários, obrigando às empresas que possuam processos de gestão muito bem estabelecidos quanto à LGPD.

“Neste sentido, é importante relembrar que a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais dá grande importância e atenção às transferências internacionais de dados, exigindo que os países possuam legislação sobre o seu tratamento, sendo indiscutível o aumento destas transferências com o advento da rede de 5G”, diz Larissa.

WhatsApp não imporá restrições a quem não aceitar regras de dados


O WhatsApp não imporá mais restrições aos usuários que não aderirem às novas regras de coleta e tratamento de dados que estão em processo de adoção no Brasil e no restante do mundo. As novas práticas da plataforma são questionadas por órgãos como a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público Federal (MPF).

A nova política foi anunciada no início do ano. Ela envolve o repasse ao Facebook, empresa controladora do WhatsApp, de dados das interações com contas comerciais. A nova política entrou em vigor no dia 15 de maio. Inicialmente, o WhatsApp divulgou restrições e limitações a quem não aceitasse a nova política.

Entre as restrições estavam a impossibilidade de acessar a lista de conversas e a suspensão do envio de mensagens e chamadas para o celular algumas semanas depois, caso o usuário não aceitasse a nova política.

Os órgãos ANPD, Cade e MPF apontaram problemas tanto para a proteção de dados dos usuários quanto para a concorrência do mercado de redes sociais e serviços de mensageria. Pesquisadores e entidades de direitos digitais também se manifestaram questionando a nova política.

Diante dos questionamentos, o WhtsApp se comprometeu a adiar a entrada em vigor das limitações por 90 dias. Agora, abandonou este prazo de três meses e abriu mão de impor tais obrigações.

Em nota à Agência Brasil, a empresa afirmou que, devido à discussão com autoridades regulatórias e especialistas em privacidade, a opção foi por não tornar as limitações obrigatórias.

“Ao invés disso, o WhatsApp continuará lembrando os usuários de tempos em tempos para que eles aceitem a atualização, incluindo quando as pessoas escolhem usar determinadas funcionalidades opcionais, como se comunicar no WhatsApp com uma empresa que esteja recebendo suporte do Facebook”, diz o comunicado da plataforma.

Prefeito recebe novo proprietário da Turkey Telecom e discute ampliação do serviço em Ilhéus


O prefeito Mário Alexandre recebeu nesta terça-feira (1º) a visita do novo proprietário da Turkey Telecom, o empresário Daniel Landim. Ao desejar as boas-vindas, o gestor assegurou que a Prefeitura está de braços abertos para dialogar com o setor e ressaltou a importância da oferta de serviços na área tecnológica.

“Mais uma alegria para o nosso município. Recebi o empresário e filho de Ilhéus, Daniel Landim, e dialogamos para ampliar e melhorar a qualidade do serviço prestado à população. A Turkey é um empresa genuinamente ilheense e mesmo em um momento difícil, a gente gera emprego e renda, com empresários que acreditam no desenvolvimento econômico da nossa cidade”.

De acordo com Landim, a Turkey é o maior provedor de internet de Ilhéus, com mais de 14 mil usuários cadastrados. O quadro de funcionários saltou de 42 para 100 colaboradores, impulsionando a contratação formal no município. A marca era gerida pelo empresário Almir Mesquita, que faleceu em decorrência da Covid-19. Daniel Landim, que também é fundador e CEO da ITS Brasil, desenvolve serviços do ramo em Salvador, com atendimento, inclusive, ao Governo da Bahia e à Prefeitura de Camaçari.

“Sem dúvida, todo desenvolvimento que Ilhéus vivencia possibilitou o nosso retorno. A nossa busca é por apoio. Estamos aqui para agregar e não mediremos esforços para investir e oferecer um serviço de excelência aos nossos clientes”, afirmou o novo proprietário da Turkey.

SSP lança serviço que permitirá devolução de celulares apreendidos


Dificultar a revenda de aparelhos furtados e roubados e facilitar a devolução dos itens subtraídos em ações criminosas. Esses são os destaques do Alerta Celular, sistema disponibilizado pela Secretaria da Segurança Pública, a partir de hoje (11), para a população baiana.

Ao acessar o site www.alertacelular.ssp.ba.gov.br e fazer o cadastro do IMEI – número que identifica o aparelho, o proprietário vincula o equipamento ao seus dados. O IMEI consta na nota fiscal, na embalagem original do bem e pode ser consultado discando *#06# do próprio aparelho. Com o cadastro realizado, caso o celular seja alvo de criminosos, o proprietário pode entrar no site e ativar o alerta.

Após esse passo, a vítima deve registrar o boletim de ocorrência na Delegacia Digital (nos casos de crimes sem violência física) ou em qualquer unidade da Polícia Civil e aguardar. O proprietário tem 48 horas para, após acionar o sistema de alerta no site, registrar o BO. Caso não conclua esse processo, o alerta é cancelado.

O Alerta Celular permite que, nas abordagens, policiais consigam consultar o banco de dados e verificar se o item apreendido ou em análise está cadastrado na página como fruto de roubo ou furto. Confirmado de que se trata de um equipamento de origem ilícita, ele é apreendido, encaminhado à Delegacia e, com base nos dados cadastrados no site, o dono é acionado através do e-mail cadastrado e o aparelho é devolvido.

“ O grande objetivo do sistema é facilitar a identificação de smartphones que são oriundos de crimes, interromper o ciclo da receptação. A polícia sabendo a origem ilícita do aparelho, fica muito mais fácil responsabilizar quem alimenta esse tipo de comércio ilegal”, afirmou o secretário da SSP, Ricardo Mandarino.

Ele acredita que o site também vai influenciar na redução de roubos em ônibus, já que o principal alvo dessas ações são os aparelhos dos passageiros. “Esse é será um grande plus nas ações que já realizamos diariamente no combate a assaltos a ônibus, porque o real interesse dos bandidos que cometem esse crime é o celular”, explicou.

A novidade também vai permitir a criação de estatísticas sobre furto e roubo de aparelhos, bem como de índices de recuperação dos equipamentos

O Alerta Celular foi desenvolvido pela SSP através do trabalho conjunto entre as Superintendências de Gestão Integrada da Ação Policial (SIAP) e de Gestão Tecnológica e Organizacional (SGTO), após adequação do modelo instalado em outros estados do nordeste.

Foguete chinês descontrolado deve entrar na atmosfera no fim de semana


Os Estados Unidos (EUA) estão acompanhando o trajeto de um foguete chinês descontrolado que deve reentrar na atmosfera da Terra no fim de semana. Há receio de onde alguns dos destroços poderão cair.

O foguete chinês foi utilizado no lançamento de um módulo que marca o início do plano de Pequim, de construção de uma estação espacial que deve ficar completa no fim de 2022.

O módulo foi lançado em um dos maiores foguetes de transporte que a China tem, precisamente o mesmo que está agora em queda descontrolada, de acordo com o Pentágono.

O local exato de reentrada do equipamento só pode ser determinado algumas horas antes de ocorrer, de acordo com o Esquadrão de Controle Espacial norte-americano.

Apesar de a maior parte dos destroços acabar por se incendiar na entrada na atmosfera, o tamanho do foguete, de 22 toneladas, cria o receio de que algumas partes podem não se desintegrar e eventualmente atingir áreas da Terra.

Apesar de tudo, o risco é pequeno. Jonathan McDowell, astrofísico da Universidade de Harvard, disse que a situação não deve criar grandes problemas. “Acho que as pessoas podem ficar descansadas. O risco de atingir alguma coisa ou alguém é muito pequeno. Pode acontecer, mas não perderia o meu sono por causa dessa possibilidade tão pequena”.

O astrofísico diz ainda que a melhor aposta sobre onde os destroços vão cair é no oceano Pacífico, simplesmente “porque ocupa o maior espaço da Terra”.

Projeto de Inclusão Sociodigital atende dezenas de crianças e jovens em Itacaré


Garantir aos estudantes de baixa renda o acesso a internet, possibilitando o acompanhamento das aulas remotas e realizar pesquisas escolares. Esse é o resultado do Ponto de Apoio ao Estudante (PAE), um projeto de inclusão sociodigital desenvolvido por André Oliveira, em parceria com a Prefeitura Municipal de Itacaré e a Intertel que já vem atendendo a diversos moradores do bairro da Passagem.

O Ponto de Apoio ao Estudante fica localizado na Rua das Flores, Nº 86, no Bairro da Passagem. As atividades são realizadas de segunda a sexta-feira, pela manhã, tarde e noite, sendo que o turno da noite será destinado para cursos de informática para a terceira idade. O projeto, com prazo de execução indeterminado, tem a previsão de 200 atendimentos por semana. Através dessa iniciativa, os adolescentes e jovens que não tem a mínima condição para comprar um computador, dispositivos móveis e nem para adquirir um plano de acesso à Internet para assistirem suas aulas remotas durante a pandemia do Coronavírus terão a oportunidade de frequentar, gratuitamente, o Ponto de Apoio ao Estudante.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, comemorou a iniciativa, pois garante o acesso dos alunos à internet, possibilitando um acompanhamento cada vez maior das aulas remotas. De acordo com os idealizadores do projeto, a cada duas horas um grupo de cinco crianças terão acesso ao computador, cumprindo todos os critérios do protocolo de prevenção ao Covid-19: uso de máscaras, mesas afastadas, disponibilização de sabonete líquido, papel toalha, dispensadores de álcool gel 70%, lixeira com tampa acionada por pedal; ambientes limpos, arejados e organizados com desinfecção.

A iniciativa também serve para impedir futuros problemas de saúde de meninos e meninas que não têm uma tela adequada para ler as suas tarefas diárias, pois o celular não é o mais indicado para estudar por longas horas, podendo trazer vários prejuízos à visão, tais como: miopia, dificuldade para dormir, dores de cabeça, ressecamento dos olhos, vermelhidão, percepção espacial alterada, visão dupla e até danos ao nervo óptico, entre outros.

Os idealizadores pretendem ampliar ainda mais o projeto no local. Em parcerias com diversos profissionais, o projeto oferecerá cursos de edição de vídeo, informática básica, edição de fotos, coreldraw, aula de violão, cursos de barmen, coquetéis, dentre outros.

WhatsApp e Instagram apresentam instabilidade


Os aplicativos WhatsApp e Instagram ficaram fora ar na tarde desta sexta-feira (19/3). No início, usuários relataram problemas com a versão web da ferramenta, mas o problema logo se estendeu para o aplicativo de celular.

Internautas comentaram sobre a queda a partir das 14h30 (horário de Brasília) e compartilharam a hashtag #whatsappdown. O assunto rapidamente se tornou um dos mais comentados da plataforma.

Turkey Telecom: único provedor com servidores em Ilhéus das maiores empresas de conteúdo do mundo


Na terça-feira (23/02), a líder em conceito na área de tecnologia na cidade de Ilhéus, a Tukey Telecom, fechou mais um ciclo instalando em sua base datacenter, localizada na cidade, os servidores das maiores empresas de conteúdo do mundo: Facebook (opera com Facebook, Instagram e WhatsAPP), Google (Youtube, Youtube Music) e a Netflix.

Estes servidores, conhecidos com CDN (Content Delivery Network), tendem a aumentar a velocidade de carregamento de conteúdos e diminuir o tempo de respostas (ping) melhorando o desempenho, disponibilidade e a segurança para o usuário final.

“A quarentena e o isolamento fizeram com que houvesse a necessidade de termos em nossa base os servidores do Google, Netflix e do Facebook em Ilhéus. O propósito desses CDNs, alocados no datacenter em nossa cidade, é o resultado da rapidez que o cliente terá nos carregamentos de conteúdo. Será menos trajeto para os “packets” trafegarem, pois estes servidores acabam colocando os conteúdos mais próximos dos nossos clientes” destacou Mateus Andrade, Analista de TI da Turkey Telecom.

Os servidores começaram a entrar em operação dia 24, quarta-feira. Para surtir efeito nos clientes finais o prazo é de três a quatro semanas, pois os servidores estão em fase de preenchimento de conteúdo.

Vereador Kaique Souza, ao lado de autoridades, prestigia inauguração da TV Band – Ilhéus


O vereador Kaique Souza (Podemos) participou, na tarde desta quinta-feira (28), da solenidade de inauguração da sucursal da TV Bandeirantes em Ilhéus. A chegada da emissora representa um marco histórico no ramo da radiodifusão local, pois permitirá a ampliação da produção de conteúdos inteiramente voltados ao contexto de Ilhéus e região.

O evento aconteceu no espaço da Vila 73, no Pontal, e contou com a presença do prefeito Mário Alexandre; do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, João Leão; do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas; do diretor da Band Norte-Nordeste, Augusto Correia Lima; além de parte da equipe de produção e jornalismo da emissora.

O vereador kaique Souza comemorou o momento, destacando que a emissora desempenhará um papel de extrema relevância, contribuindo para o desenvolvimento e projeção de Ilhéus com toda a sua beleza, cultura e diversidade.

“Me sinto honrado em prestigiar a implantação desta grande potência da televisão brasileira, que é a Band, em nossa cidade”, disse o parlamentar. “É mais um presente que nosso povo recebe, fruto da boa gestão do nosso prefeito Mário Alexandre, que tem criado condições favoráveis a chegada deste e de tantos outros empreendimentos em nosso município”, concluiu.

Após vazamento de 223 milhões de CPFs, circulam na internet dados de pelo menos 40 mil brasileiros


Os CNPJs de 23 mil empresas também estão disponíveis ao alcance de um clique. Essas informações são uma pequena parte do lote que um hacker conseguiu acessar no megavazamento da semana passada. O restante (dados de praticamente toda a população brasileira, incluindo pessoas mortas), ele diz vender em pacotes de centenas ou milhares de CPFs. O hacker também afirma ter roubado as informações da Serasa – o que a empresa nega.

A lista com milhões de nomes completos, CPFs e datas de nascimento —de pessoas vivas e mortas— estava disponível para download gratuito a partir de um fórum de discussão na deep web —cópias do arquivo original foram feitas e podiam ser encontradas por qualquer um a partir de buscadores de internet. Em troca de bitcoins, o perfil anônimo responsável pelo vazamento dizia ser possível obter ainda retratos, endereço, telefone, declaração do Imposto de Renda, listas de familiares, renda mensal, score de crédito e muito mais dos alvos em questão. Na terça-feira, após a repercussão do caso, o material foi retirado do ar no fórum de livre acesso com qualquer navegador, mas continua em negociação na deep web.

Vídeo: