Secretaria da Educação do Estado avalia terrenos para construção de novas escolas em Ilhéus e Itabuna


A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, nesta quarta-feira (30), a vistoria de terrenos, em Ilhéus e Itabuna, para a construção de novas escolas nos municípios. A proposta é encontrar espaços, com áreas iguais ou superiores a 10 mil m2, que possam atender ao alto padrão de engenharia que vem sendo adotado pelo Estado para a construção de novas unidades escolares.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, que participou da vistoria com a equipe técnica da SEC, destacou o empenho do Estado em qualificar, cada vez mais, a infraestrutura das escolas. “Estamos seguindo o planejamento de chegarmos a 60 novas escolas e 20 Complexos Poliesportivos Educacionais, até 2022. Em paralelo, estamos trabalhando na manutenção, reforma e ampliação das unidades escolares, o que inclui os protocolos sanitários para a retomada das atividades letivas quando for possível. E essa busca por uma área adequada em Itabuna e Ilhéus passa pela vontade do governador Rui Costa em ofertar uma infraestrutura de excelência para a prática pedagógica, unindo educação, esporte, arte, cultura e ciência”, afirmou.

A diretora do Núcleo Territorial de Itabuna (NTE 05), Leninha Vila Nova, acompanhou a equipe da SEC e falou sobre as expectativas com os novos projetos. “Essa vistoria traz a certeza de que estamos sendo cuidados em uma perspectiva de planejamento de rede. Construir escolas é alimentar sonhos, é possibilitar condições de empoderamento das pessoas. E mesmo neste fim de ano, receber o secretário e a equipe técnica, nos dá boas perspectivas para o próximo ano”, disse.

Governador anuncia projeto para criação de 26 mil vagas remuneradas de monitores escolares na rede estadual


Governador Rui Costa durante a live. Foto arquivo.

 

O Governador Rui Costa anunciou, nesta terça-feira (29), que enviará à Assembleia Legislativa um projeto de lei criando 26 mil vagas de monitores escolares remunerados, que serão escolhidos entre os próprios alunos, um para cada uma das 26 mil salas de aula do Estado. O projeto ainda está em elaboração. O anúncio foi feito durante visita ao município de Conceição de Coité para entrega de obras.

Segundo o governador, ao visitar as escolas do Estado, ele percebeu que alguns alunos ensinavam os colegas voluntariamente. “Então, há cerca de um ano, nós criamos o programa Mais Estudo, estimulando que alguns estudantes sejam monitores escolares, recebendo uma bolsa de até R$ 600 por mês. Com isso os alunos não precisam trabalhar e podem se dedicar ao estudo e ensinar os colegas”. Rui destacou que, mesmo com a pandemia e com as escolas fechadas, o benefício foi pago.

O governador afirmou que, com o projeto de lei, o programa torna-se uma ação de Estado e não de governo, permanecendo para as futuras gestões. “Eu quero com isso acelerar a retomada de indicadores educacionais da Bahia, para que a gente coloque a Bahia no lugar que o povo baiano merece, um lugar de destaque tanto para a profissionalização quanto para o resultado de uma melhoria dos indicadores educacionais”.

Rui explicou ainda que o programa experimental, com 10 mil alunos, foi um sucesso. “As notas melhoraram, a aprendizagem melhorou, houve uma redução do número de desistência de alunos nas escolas. Quando o aluno não entende o assunto, tira nota baixa, ele fica com vontade de largar aquilo. Quando ele começa a entender, a aprender, ele tem vontade de ficar na escola”.

Repórter: Raul Rodrigues/Secom

Secretaria da Educação do Estado da Bahia solicita ao MEC adiamento das provas do ENEM


Foto ilustrativa.

 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) encaminhou ofício ao Ministério da Educação (MEC) solicitando o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o mês de maio de 2021. As provas, na versão impressa, estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, para 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Esta é a segunda vez que a SEC envia ofício ao MEC e também ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão responsável pela execução do ENEM, requerendo a prorrogação da aplicação do exame.

No ofício atual, o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, aponta o aumento expressivo das taxas de contaminação pelo novo Coronavírus, que teve crescimento recente acentuado em todo território brasileiro. “Entendemos que não é razoável expor milhões de estudantes ao risco de aglomeração e contaminação quando o adiamento das provas – não falamos em cancelamento – terá impactos financeiros e logísticos administráveis e plenamente justificáveis face ao valor incalculável de tantas vidas”, afirmou o secretário.

Jerônimo lembrou também que o quadro de desigualdade econômica, ainda mais evidenciado pelo contexto de suspensão das aulas, coloca em situação de desvantagem os estudantes com menor acesso aos bens de consumo e de cultura e que precisam de mais tempo para a preparação. “Reiteramos todos os argumentos que apresentamos anteriormente ao INEP e ao MEC, notadamente, o incentivo que o ENEM representa para os estudantes concluintes da escola pública que sonham ingressar no Ensino Superior. Esta geração já vem sofrendo as consequências, no curto prazo, dessa tragédia mundial e não podemos, como gestores de políticas educacionais, comprometer também suas perspectivas de médio e longo prazos”, acrescentou.

Só na rede estadual de ensino, neste ano, 67 mil estudantes se inscreveram para fazer o ENEM.

Primeiro semestre 2021 da Uesc não será presencial


O Conselho Superior de Ensino Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Consepe/Uesc) regulamentou, na 51ª reunião extraordinária realizada nesta terça(22), a organização e funcionamento das atividades acadêmicas nos aspectos técnicos, didáticos e científicos relacionados ao Ensino Não Presencial, tendo em vista o novo coronavírus SARS-CoV-2 causador da COVID-19, bem como o calendário acadêmico referente a 2021.1.

As atividades se darão com o uso e desenvolvimento de estratégias de ensino e aprendizagem por meio de formas não presenciais, prioritariamente por processos de educação mediados por Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), como alternativas às atividades presenciais para o ensino de graduação e pós-graduação.

Para os estudantes dos cursos da Graduação as matrículas em disciplinas/componentes curriculares/atividades serão realizadas no período estabelecido no calendário acadêmico que juntamente com a resolução será disponibilizado em breve no site da Uesc. O período letivo 2021.1 para os cursos de graduação e de pós-graduação será iniciado no dia 15 de março.

Mas, os conselheiros decidiram que o início do período letivo de 2021 será condicionado à garantia, por parte da Universidade, do pagamento do auxílio de inclusão digital para o estudante em situação vulnerável.

Engenharia Civil da Uesc está entre os 20 melhores do Brasil


Campus da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Foto José Nazal.

 

O curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) está entre os 20 melhores do Brasil. Na última avaliação do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o curso conseguiu o segundo conceito 5 consecutivo (em uma escala de 1 a 5). Em 2017, logo em sua primeira avaliação, o curso obteve nota máxima.

“Temos orgulho porque, apesar do pouco tempo de existência (9 anos) e com o curso ainda em estruturação, já estamos entre os 20 melhores cursos de Engenharia Civil do Brasil. Em 2017, ficamos em segundo lugar da região Nordeste e conquistamos a primeira posição da Bahia. Em 2019, ficamos com a sexta colocação do Nordeste e em segundo lugar da Bahia.” Comemora o diretor do Departamento de Ciências Exatas e Tecnologia (DCET/Uesc) professor Marcos Vinicius Arakawa.

Para o professor Arakawa “é importante salientar que, esses resultados no Enade 2017 e 2019, podemos atribuir ao empenho dos docentes, discentes, coordenação de curso, direção do DCET (as gestões anteriores e atuais) e a Reitoria.”

“Para o futuro, nosso empenho será no sentido de consolidar e manter os indicadores atuais visando formar profissionais ainda mais capacitados para a construção do futuro de nossa região e do Brasil.”

Uesc realiza Seminário Integrador de Residência Multiprofissional em Saúde da Família nesta terça (15) e quarta (16)


Uesc.

 

Nesta terça (15) e quarta-feira (16), a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) realiza o “II Seminário Integrador da Turma de Nesta terça (15) e quarta-feira (16), a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) realiza o “II Seminário Integrador da Turma de Residência Multiprofissional em Saúde da Família”. O encontro celebra um marco entre os participantes, que discutem temas relacionados à “Saúde, família e sociedade: territórios e determinantes sociais da saúde.”

O evento, online, é composto por estudos de casos, narrativas e situações problemas advindas das práticas vivenciadas nas Unidades de Saúde da Família USFs e articuladas aos conteúdos temáticos. Trata-se de mais um exemplo de espaços de construção coletiva de políticas e ações institucionais voltadas para população em geral.

Os Seminários Interdisciplinares Integradores (SII), constantes no Projeto Político Pedagógico do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família [PRMSF], são compostos por estudos de casos, narrativas e situações-problemas advindas das práticas vivenciadas nas USFs e articuladas aos conteúdos temáticos.

O objetivo é articular as atividades curriculares teóricas, práticas e teórico-práticas orientadas nas duas primeiras UET’s (Unidade Educacional Temática), com o tema “Saúde, família e sociedade: territórios e determinantes sociais da saúde” e possibilitar a troca de saberes e práticas que contribuem na produção do cuidado à saúde integral no contexto da Estratégia de Saúde da Família”. O encontro celebra um marco entre os participantes, que discutem temas relacionados à “Saúde, família e sociedade: territórios e determinantes sociais da saúde.”

O evento, online, é composto por estudos de casos, narrativas e situações problemas advindas das práticas vivenciadas nas Unidades de Saúde da Família USFs e articuladas aos conteúdos temáticos. Trata-se de mais um exemplo de espaços de construção coletiva de políticas e ações institucionais voltadas para população em geral.

Os Seminários Interdisciplinares Integradores (SII), constantes no Projeto Político Pedagógico do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família [PRMSF], são compostos por estudos de casos, narrativas e situações-problemas advindas das práticas vivenciadas nas USFs e articuladas aos conteúdos temáticos.

O objetivo é articular as atividades curriculares teóricas, práticas e teórico-práticas orientadas nas duas primeiras UET’s (Unidade Educacional Temática), com o tema “Saúde, família e sociedade: territórios e determinantes sociais da saúde” e possibilitar a troca de saberes e práticas que contribuem na produção do cuidado à saúde integral no contexto da Estratégia de Saúde da Família.

Professora da Uesc recebe prêmio na Universidade de Olviedo, Espanha


Professora/Dra. Ticiana Grecco Zanon Moura, do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz (DLA/Uesc).

 

A tese “Analysis of the relevance of location for port activity” (Análise da relevância da localização para a atividade portuária), da Professora/Dra. Ticiana Grecco Zanon Moura, do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz (DLA/Uesc), foi contemplada com o Prêmio Extraordinário de Doutorado do Centro Internacional de Postgrado de la Universidad de Oviedo, Espanha.

A informação foi divulgada pela instituição espanhola na sexta-feira (4). Ticiana Moura, além de professora assistente em Negociações Internacionais no Curso de Bacharelado em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais (LEA), é assessora de Relações Internacionais da Uesc.

Os prêmios extraordinários de doutorado são comuns entre as universidades espanholas; são outorgados quando a comunidade acadêmica da Universidade reconhece, por ramo de conhecimento, o mérito e a singularidade das teses de doutorado desenvolvidas na sua instituição.

Só são elegíveis as teses que receberam menção cum laude (com honra) na sua defesa. Passando por este primeiro requisito, a tese do candidato ao prêmio é avaliada por um tribunal acadêmico que leva em consideração a qualidade do trabalho de pesquisa através das contribuições científicas e/ou tecnológicas geradas pela mesma, a difusão do conhecimento através da participação em congressos, seminários e atividade em outras instituições acadêmicas.

Também é de grande importância, se a tese recebeu a distinção de “Doctorado Internacional” na sua defesa (quando o trabalho apresenta uma série de requisitos que demonstra seu grau de importância internacional).

Sobre a tese

A tese “Analysis of the relevance of location for port activity”, de autoria da professora/Dra Ticiana Moura, defendida no Centro Internacional de Postgrado de la Universidad de Oviedo, pelo Programa de Doctorado “Economia: Instrumentos del Análisis Económico”, avalia a relevância da localização para a atividade portuária e teve como estudo de caso a Espanha. À medida que os portos têm localização geográfica fixa, este atributo condiciona o sucesso dos terminais portuários na competição pelo tráfego, bem como a configuração de corredores de carga, distribuição do tráfego entre portos e utilização de infraestruturas de transporte terrestre.

A professora Ticiana detalha que “os portos são a infraestrutura que conecta a terra ao mar, e mais de 80% do comércio mundial utiliza o transporte marítimo. A principal barreira ao comércio internacional são os custos de transporte (mais do que tarifas e outras barreiras comerciais); e o custo interno, ou seja, o acesso ao mar é um componente determinante do custo total do transporte”.

“Como resultado final da tese, entendemos que as restrições associadas a este atributo invariável são de fácil compreensão, pois auxiliam as autoridades portuárias na articulação de suas estratégias; bem como os líderes políticos na concepção de uma estratégia de transporte mais eficiente”, conclui a Dra. Ticiana Moura.

Link que consta resolução do prêmio:

https://cei.uniovi.es/postgrado/doctorado/premios

Uesc iniciará 2021 com aulas não presenciais


A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) não terá aulas presenciais no inicio de 2021. Nesse sentido o Conselho Universitário (Consu/Uesc) aprovou, na 67ª reunião ordinária, realizada na tarde de quinta-feira (04), a retirada de pauta da minuta de resolução autorizando aulas presenciais ou híbridas.

Os conselheiros recomendaram cautela e a análise mais aprofundada de indicadores epidemiológicos antes de alguma definição, diante do recrudescimento dos casos confirmados de pessoas infectadas com a Sars-CoV-2 (Covid-19), especificamente nas cidades do Sul da Bahia.

O reitor Alessandro Fernandes de Santana, presidente do Consu, destacou “a independência do Conselho da Uesc, cujas deliberações sempre estiveram livres de interferências externas. Os conselheiros decidem com maturidade e à luz do conhecimento científico”.

Segundo o reitor, “a comunidade acadêmica jamais será colocada em risco” para retornar com as atividades presenciais em meio ao crescimento de casos confirmados da doença (Covid-19) na Bahia e no Brasil.

A Uesc não chegou a iniciar o ano letivo de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. Foi a primeira Instituição de Ensino Superior da Bahia a suspender as suas atividades presenciais. As funções administrativas da gestão e pós-graduação permaneceram em home office.

O reitor da instituição lembrou o processo da retomada das atividades com as aulas online quando realizou uma reunião extraordinária do Conselho Superior da Universidade e, após uma ampla discussão para deliberar pelo retorno das atividades de graduação e pós-graduação, foi aprovada a Resolução permitindo a realização das aulas com auxílio de tecnologia de informação e comunicação em substituição às aulas presenciais. “Essa decisão foi tomada tendo como ponto principal a garantia da segurança da comunidade acadêmica”, frisa Alessandro Santana.

O documento foi submetido ao Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), que fez a regulamentação das atividades, como também estabeleceu um novo calendário acadêmico, que está sendo concluído no dia 22 de dezembro.

A Uesc também preparou um suporte para dar auxílio aos alunos que não dispõem de acesso à internet, para que não ficassem prejudicados durante semestre excepcional”, completou o reitor.

Começa nesta quinta-feira (3) a matrícula para o Programa Universidade para Todos


Fotos: Josenildo Jr.

 

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) inicia, nesta quinta-feira (3) e prossegue até a próxima segunda-feira (7), a matrícula para os selecionados no Programa Universidade para Todos (UPT). O UPT é desenvolvido em parceria com as universidade (UNEB, UESC, UESB, UEFS e UFRB), com o objetivo de contribuir para o ingresso dos estudantes no Ensino Superior.

A matrícula será feita exclusivamente on-line, em plataforma específica adotada por cada universidade parceira. O passo a passo para o processo em cada universidade está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/). Esse ano foram ofertadas 12.105 vagas, totalizando 17.232 inscritos, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia.

No ato da matrícula on-line o candidato contemplado preencherá uma ficha contendo informações pessoais e escolares, um termo de compromisso atestando a veracidade das informações e cadastrará uma senha pessoal e intransferível. No retorno às atividades na modalidade híbrida (tempo casa/tempo escola), o estudante irá fazer a comprovação com a apresentação dos documentos, constantes no Edital SEC/CEPEE 011/2020 (https://bit.ly/3fVQDhs).

As atividades do UPT intensivo estão estruturadas para serem desenvolvidas, com 6h diárias de estudo, com atividades regulares e complementares, utilizando de recursos digitais e/ou tecnologias de informação e comunicação como plataformas digitais, vídeoaulas, aulas on-line ao vivo, lives semanais, com conteúdos preparatórios, concurso de redação, simulados, aulões virtuais interdisciplinares, repositório de aulas e trilhas de aprendizagem.

Os estudantes serão acompanhados e monitorados diariamente, para assegurar o engajamento na realização das atividades propostas para o fortalecimento da aprendizagem. Havendo a possibilidade de retomada presencial, as atividades nos municípios e nos polos de funcionamento, conforme anexo II do edital, passarão a ser ofertadas na modalidade híbrida (tempo casa/tempo escola).

Início das aulas – Assim como ocorre no formato presencial, na primeira semana acontecem as aulas inaugurais, que esse ano será de 08 a 11 de dezembro, oportunidade para o acolhimento dos cursistas e apresentação da metodologia das atividades do Programa. Além disso, serão promovidas palestras e rodas de conversas com apresentação das políticas de assistência e permanência estudantil, depoimentos e vivências de cursistas egressos e professores sobre a experiência do Ensino Superior, dentre outros temas

Governo prorroga até 17 de dezembro decreto que proíbe aulas na Bahia


As aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada seguem suspensas em toda a Bahia. O Governo do Estado decidiu prorrogar até 17 de dezembro o decreto nº 19.586, que venceria nesta quarta-feira (2).

O decreto também proíbe a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como shows, eventos religiosos, feiras, apresentações circenses, eventos científicos e passeatas.

A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (2).