Trabalhadores da Educação de 55 a 59 anos serão vacinados contra a Covid-19 em Ilhéus


Uma reunião realizada na manhã desta sexta-feira entre a secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e a secretaria de Saúde (Sesau), da Prefeitura de Ilhéus, definiu que os trabalhadores da educação, de 55 a 59 anos, serão vacinados contra a Covid-19, assim que a vacina chegar na cidade. Esse público foi incluído como grupo prioritário pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) esta semana.

O prefeito Mário Alexandre ressalta a importância da imunização dos trabalhadores da educação. “É fundamental que nossos trabalhadores sejam imunizados logo. São pessoas que precisam ter garantida a vacina, não só pelo direito à saúde, mas principalmente porque em breve, chegará a fase do ensino híbrido, com atividades na escola, e, por isso, é fundamental que recebam logo a vacina”, disse Mário Alexandre.

Dentre os trabalhadores da educação, serão contemplados os professores, serviços gerais, porteiros, merendeiras, assistentes administrativos e vigilantes.

Assim que a vacina chegar em Ilhéus, a Seduc e a Sesau vão informar as datas, locais e horários para a imunização desse grupo.

Rui anuncia prioridade de trabalhadores da educação a partir 55 anos para vacinação contra Covid-19


O governador Rui Costa anunciou nas suas redes sociais que está garantida a prioridade para a vacinação contra Covid-19 dos trabalhadores da área da educação com 55 anos ou mais. A decisão foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (dia 15). Rui também informou que será ampliada a imunização dos policiais e trabalhadores de segurança e salvamento que passa a incluir quem tem entre 45 e 49 anos. “Estamos trabalhando para que a vacina chegue a todos”, afirmou o governador.

Ao todo, o público-alvo da área de educação contempla 222 mil trabalhadores que serão vacinados de forma escalonada. É importante ressaltar que antes de iniciar a vacinação desse grupo, os municípios devem finalizar a etapa de vacinação dos idosos com mais de 60 anos e demais grupos pactuados anteriormente.

Ele destacou, no entanto, que a vacinação realizada pelos municípios depende da chegada dos imunizantes. “Por isso tenho cobrado celeridade do Governo Federal. Garantimos a Sputnik V e estamos lutando para que a Anvisa autorize a importação da vacina russa. Queremos salvar vidas”, ressaltou Rui.

 

 

Itacaré continua com entrega de livros e atividades para alunos da zona rural


Acompanhar cada estudante da rede municipal para observar o desempenho escolar, levar atividades escolares, livros, conteúdos e esclarecer as dúvidas dos alunos das comunidades mais distantes e de difícil acesso. Esse é um trabalho que vem sendo realizado regularmente pela Prefeitura de Itacaré, que além de desenvolve as aulas remotas nas mais diversas redes sociais e realizar o acompanhamento pedagógico, ainda vai até o estudante para ajudar na complementação do ensino.

E essa semana a equipe da Secretaria Municipal de Itacaré foi mais uma vez até as comunidades ribeirinhas para levar os livros, atividades e máscaras para os estudantes. O trabalho começou logo cedo, subindo o Rio de Contas. Na bagagem livros, atividades escolares e a alegria de levar conhecimentos para os alunos. Como em todas as visitas, em cada parada nas comunidades próximas ao rio a emoção tomou conta da equipe com o carinho dos pais e estudantes. Além das atividades, os professores tiravam as dúvidas dos pais e alunos. “Cada visita é um novo encontro e uma nova emoção. Uma sensação maravilhosa, transformando nossas vidas e renovando a cada dia o nosso compromisso com a educação, informou a equipe da Secretaria de Educação.

Considerado como um dos primeiros municípios da região a adotar o ensino remoto do ano letivo contínuo 2020/2021, Itacaré continua com as atividades on-line e com a entrega para as atividades para os estudantes da rede municipal tanto da sede como dos distritos e da zona rural. E uma das novidades é o atendimento também para os estudantes com necessidades especiais. Para esse atendimento a Secretaria Municipal de Educação disponibilizou grupos de WhatsApps com os pais e oferece todo o apoio de psicólogos e psicopedagogos.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Eliane Camargo, até o momento estão sendo atendidos com as aulas online, acompanhamento pedagógico e atividades escolares impressas cerca de 85% dos alunos da rede municipal de ensino de Itacaré, mas a busca ativa continua para atender beneficiar um número cada vez maior de estudantes. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, explicou que tudo está sendo feito para garantir aos estudantes a conclusão do ano letivo 20201/2021, num sistema totalmente dentro da legislação em vigor e de forma a garantir o conteúdo aos alunos.

Os estudantes com necessidades especiais também têm o atendimento específico, com cada aluno com a sua atividade diferente, a partir da sua realidade e dificuldade. E no grupo de WhatsApp os educadores orientam os pais sobre como proceder para ajudar o aluno a desenvolver as atividades. Qualquer dúvida o pai pode procurar o CEEI, que funciona ao lado da Secretaria de Educação, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas. Os responsáveis também podem ir ao local para fazer a retirada do material impresso.

Após de denuncia de abandono, Prefeitura anuncia projeto de revitalização da Biblioteca Pública de Ilhéus


Durante a semana inúmeros internautas divulgaram vídeos mostrando a situação precária do antigo Colégio General Osório, hoje Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho.

Neste sábado, a Prefeitura divulgou o projeto elaborado para revitalizar o prédio histórico, informando que já foi aprovado pelo Conselho de Cultura.

Segundo a Prefeitura de Ilhéus, além de apresentar uma proposta de criação de um centro cultural e a integração entre a Rua Bento Berilo com a Praça Castro Alves, até a Avenida Soares Lopes, o estudo tem como objetivo despertar nos ilheenses o pertencimento em relação ao patrimônio.

Na visão do arquiteto da Prefeitura de Ilhéus, Bruno Sitta, o projeto vai além da proposta de uma reforma estrutural do prédio, a fim de que o equipamento seja abraçado pela comunidade por meio da criação de um novo espaço público, abrindo os muros de onde era o pátio de recreação dos estudantes do antigo Colégio, para que as pessoas se sintam parte da biblioteca e despertem o entendimento desse lugar como espaço de memória, cultura e conhecimento.

“A ideia é que com a ligação a ser promovida nesse pátio, as pessoas consigam contemplar com mais clareza o prédio e perceber o significado dessa grande arquitetura histórica que temos no nosso município”, explicou Sitta, que salientou a projeção de um piso intertravado com preferência para pedestres e acesso para a passagem de carros, entre a Biblioteca e a Praça Castro Alves.

O projeto, de autoria de Bruno Santafé, desenha uma reforma estrutural no prédio original, para resolver problemas na cobertura, impermeabilizações, esquadrias antigas, e as degradações decorrentes do tempo, do uso e do vandalismo.

A ideia da iniciativa visa uma parceria público privada com a concessão de uso de parte da área lateral do imóvel pelo município ao investidor, que se incumbirá de arcar com os custos da execução total do projeto.

Uesc oferece 1.323 vagas através do SiSU e alerta aos candidatos atenção ao Edital nº 038


O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) de 2021 abriu, na madrugada de terça-feira (6), as inscrições para vagas em universidades e instituições de ensino superior públicas de todo o país. O prazo se encerra na próxima sexta-feira (9) e o resultado será divulgado em 13 de abril.

A Universidade Estadual de Santa Cruz está oferecendo 1.323 vagas nos cursos de graduação. Conforme o Edital nº 038/2021, publicado no site da Universidade, o ingresso para quaisquer dos cursos utilizará o SiSU.

O Termo de Adesão, também, está disponibilizado na página eletrônica desta Instituição http://www.uesc.br/processo_seletivo/sisu e contem as informações necessárias aos candidatos.

Os candidatos devem estar atentos ao procedimento de matrícula na Uesc através da única chamada regular do Processo Seletivo via SiSU 1º/2021 que vai acontecer em quatro etapas: Solicitação de Matrícula; Homologação dos documentos de Matrícula; Divulgação e Confirmação de Matrícula que será realizada exclusivamente durante a primeira semana de aula do semestre de ingresso do candidato selecionado, por meio de formulário eletrônico próprio enviado pelo respectivo Colegiado do Curso para o e-mail informado no Formulário de Solicitação de Matrícula, conforme cronograma disponível na página da Uesc.

Compete exclusivamente ao candidato se certificar de que cumpre os requisitos estabelecidos pela Instituição para concorrer às vagas destinadas às políticas de ações afirmativas, sob pena de perder o direito à vaga, caso não sejam comprovados.

É, igualmente, de responsabilidade exclusiva do candidato a observância dos procedimentos e prazos estabelecidos nas normas que regulamentam o SiSU, bem como a verificação dos documentos exigidos para a matrícula e os horários estabelecidos no edital nº 038/2021.

A Uesc não vai enviar mensagem eletrônica ou qualquer outra comunicação direta com os candidatos, em qualquer momento do processo seletivo. O candidato precisa estar atento para eventuais correções que sejam necessárias à efetivação da sua matrícula num dos cursos, com vagas disponíveis na Universidade.

Governo do estado anuncia a ampliação e reforma de duas escolas em Ilhéus


Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Ilhéus, vai passar por reformas.

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial, na última sexta-feira (2), o aviso de licitação para a contratação de empresa especializada para a execução de obra de ampliação, com modernização da infraestrutura, de 29 unidades escolares nos municípios de Camacan, Canavieiras, Ibicaraí, Ilhéus, Itamaraju, Itambé, Guanambi, Vitória da Conquista, Jequié, Eunápolis, Feira de Santana e Senhor do Bonfim.

O Colégio Militar Rômulo Galvão e Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Ilhéus, estão inclusos na licitação.  As intervenções fazem parte do programa de requalificação da rede física escolar do Estado que, além da ampliação e modernização, inclui a construção de novas unidades escolares na capital e no interior.

Para cada escola, estão previstas construções de equipamentos a exemplo de auditórios, quadras poliesportivas e de campo de futebol society com grama sintética.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, lembrou que outras licitações e obras já estão em curso com o mesmo objetivo e que os investimentos incluem os Complexos Poliesportivos Educacionais. “É uma determinação do governador Rui Costa requalificar a estrutura física da nossa rede estadual de ensino. Isto envolve a construção de 60 novas unidades escolares até 2022, além da manutenção, reforma e ampliação de escolas já existentes. Para potencializar a prática esportiva no currículo, as obras envolvem também os Complexos Poliesportivos Educacionais, o que demonstra os esforços do Governo da Bahia para melhorar as condições de trabalho dos educadores e profissionais da Educação e, principalmente, a aprendizagem dos estudantes”, afirmou.

Confira os colégios que passarão por intervenções: Colégio Estadual Polivalente de Camacan, em Camacan; Colégio Modelo, em Canavieiras; Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Ibicaraí; Colégio Militar Rômulo Galvão e Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Ilhéus; Complexo Integrado de Educação de Itamaraju e Colégio Modelo, em Itamaraju; Colégio Estadual Polivalente de Itambé, em Itambé; Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde e Gestão (CEEP) e Colégio Modelo, em Guanambi; Colégio da Polícia Militar Eraldo Tinoco e Centro Territorial de Educação Profissional de Vitória da Conquista (CETEP), em Vitória da Conquista; Colégio Modelo e CEEP em Gestão e Tecnologia da Informação Régis Pacheco, em Jequié; e o CETEP da Costa do Descobrimento, em Eunápolis.

 

Inscrições para o Processo Seletivo 2021 do IFBA Campus Ilhéus seguem até dia 16


Seguem até o dia 16 de abril as inscrições do Processo Seletivo Gratuito do IFBA – Instituto Federal da Bahia – para os cursos técnicos, nas formas integrada e subsequente, com ingresso em 2021.

Para o Campus Ilhéus, são oferecidas 240 vagas, disponíveis em duas modalidades, Integrado (médio + curso técnico) e Subsequente (curso técnico). Os Cursos disponíveis são: Edificações, Informática e Segurança do Trabalho.

Por conta da pandemia da covid-19, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) fará a seleção para o Processo Seletivo Gratuito para os Cursos Técnicos com base nas notas do histórico escolar, num formato virtual e não presencial. A instituição publicou os editais do Processo Seletivo para os cursos técnicos – 2021 com a oferta de 2.997 vagas para Bahia.

As inscrições podem ser realizadas no site http://www.selecao.ifba.edu.br. O processo será todo on-line e gratuito.

Para a realização da inscrição, os estudantes que ainda não tiverem obtido o histórico escolar a tempo pela escola poderão, excepcionalmente, apresentar declaração de histórico escolar assinada pelo responsável pela escola conforme modelo disponível no edital ou “atestado escolar” onde constem as notas e o nome completo do candidato (em papel timbrado, carimbado e assinado pelo responsável da escola) ou o conjunto dos boletins (em papel timbrado, carimbado e assinado pela escola). Mas na hora da matrícula o histórico escolar será obrigatório.

As notas analisadas serão: dos 6º, 7º e 8º ano do Ensino Fundamental para os Cursos Integrados e Concomitantes; e do 1º e 2º ano do Ensino Médio para os Cursos Subsequentes. As notas que não estiverem no padrão numérico deverão ser informadas ao sistema do Processo Seletivo conforme o anexo da tabela de equivalência de conceitos e notas.

O IFBA reservará 50% das vagas para candidatos que estudaram em escola pública, com critérios socioeconômicos (subdivididos entre renda bruta familiar igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo per capita e renda bruta familiar superior a 1,5 salário-mínimo per capita) e étnico-raciais (candidatos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas). Também há reserva de vagas para candidatos com deficiência.

CURSOS:

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

O técnico em edificações, da área de construção civil, desenvolve atividades que englobam três etapas: elaboração de projetos (arquitetônico, hidráulico, elétrico e executivo) e planejamento de obras (projeto e custos do canteiro); execução de obras (da fundação ao acabamento final); manutenção e restauração de obras (reforma ampliação, reconstrução, recuperação e restauração).

TÉCNICO EM INFORMÁTICA

O técnico em informática atua na operação e programação de sistemas microprocessados, na instalação e diagnóstico de redes, administração e manutenção de hardware e suporte técnico a usuários de computadores. Ao final do curso, poderá desenvolver: instalação e configuração de sistemas microprocessados, isolados ou em rede; selecionar programas de aplicação a partir das necessidades do usuário; aplicar linguagens e ambientes de programação; identificar arquitetura de redes; executar serviços de administração de sistemas operacionais; dar suporte técnico a usuários de computadores; auxiliar na especificação e construção de sistemas gerenciais e produtivos baseados em tecnologia da informação.

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

O técnico em segurança do trabalho está habilitado a orientar e coordenar os sistemas de segurança de trabalho, investigando riscos e causas de acidentes, analisando esquemas de prevenção visando reduzir a níveis mínimos ou eliminar, quando possível, os riscos de acidentes no trabalho, em prol da melhoria da produção, da conscientização, da promoção e da integração humana, social e profissional. O profissional terá a capacidade de condução de trabalho técnico em segurança do trabalho; operação de instrumentos de avaliação ambiental; aplicação de princípios e normas de higiene, saúde e de primeiros socorros em situações de emergência; interpretação e execução das normas regulamentadoras de medicina e segurança do trabalho; identificação e avaliação de rotinas, protocolos de trabalho, instalações e equipamentos.

Mais detalhes sobre o Campus acesse o site: www.ifba.edu.br/ilheus ou Instagram: @ifba_ilheus.

Prefeitura de Ilhéus avalia projeto para implantação do ensino fundamental em tempo integral


A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), avalia o projeto para implantação do ensino em tempo integral no Centro Educativo Fé e Alegria, localizado no bairro Nossa Senhora da Vitória. Durante reunião realizada na terça-feira (30), o prefeito Mário Alexandre ressaltou a importância da proposta apresentada pela Fundação Fé e Alegria do Brasil, que tem o objetivo de combater a evasão escolar, além de melhorar o índice da educação básica em Ilhéus.

“Não existe cidade próspera sem educação. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, podemos ver que o nosso município continua na rota do crescimento. A parceria com a entidade Fé e Alegria já existe, mas agora vamos ampliar, colocando grande parte dos alunos que moram no Nossa Senhora da Vitória e no sul da cidade em aula de regime integral. Já oferecemos vagas do 1º ao 5º ano. Com esse projeto, teremos o ensino do 6º ao 9º ano. Isso, sem dúvida, é um grande avanço para Ilhéus”.

De acordo com a titular da Seduc, Eliane Oliveira, após a elaboração da estrutura pedagógica e curricular, será analisado o aspecto jurídico do projeto para a sua execução legal. “A Fundação Fé e Alegria já é nossa parceria. Temos 480 alunos matriculados na unidade e por meio desse novo convênio iremos ampliar o número de estudantes para 960”, explicou.

Antônio Tabosa Gomes, diretor da entidade, destacou que a ideia está baseada nas propostas contidas no plano de governo para o mandato 2021-2024, voltadas à área da educação. “Em parceria com a Prefeitura, queremos oferecer um ensino de qualidade para as crianças e os jovens do município”. Com a ampliação para o Fundamental 2, o Centro Educativo Fé e Alegria ofertará turmas do 1º ao 5º ano (Anos Iniciais) e do 6º ao 9º Ano (Anos Finais).

Professor da Uesc participa de videoconferência com o vice-presidente da República


O professor Guilhardes de Jesus Júnior, do Departamento de Ciência Jurídicas da Universidade Estadual de Santa Cruz (DCIJUR/Uesc), participa, representando a Universidade, do programa “Por Dentro da Amazônia,” que é apresentado pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão. A participação do professor Guilhardes, na videoconferência, será segunda-feira (5 de abril).

Em pauta foram elaboradas perguntas por uma estudante e três professores universitários sobre temas relativos ao meio ambiente, à saúde e às políticas públicas.

A primeira edição do programa, em duas edições, foi ao ar na segunda-feira (29 de março) por rádio e está disponível no canal Youtube. A segunda edição será veiculada na próxima segunda (5 de abril). O vice-presidente Hamilton Mourão responde a perguntas desafiadoras e incisivas sobre: a Operação Verde Brasil; desmatamento; queimadas e Covid-19 na Amazônia.

Além do professor Guilhardes Júnior, também participam da videoconferência os professores Rafael Salgado da Ufam, Jairo Fariagc da UnB e a acadêmica de jornalismo Vanessa Ritter.

Estado lança Programa Educar para Trabalhar e ofertará 200 mil vagas de qualificação profissional para estudantes


O governador Rui Costa lançou, durante a edição desta terça-feira (30) do Papo Correria, o Programa Educar Para Trabalhar – Programa de Qualificação Profissional, como parte do pacote de ações voltadas aos estudantes da rede estadual de ensino, no âmbito do Programa Estado Solidário. Com o Programa Educar Para Trabalhar, o Governo do Estado ofertará 200 mil novas vagas para 44 cursos gratuitos de qualificação profissional à distância, em 2021, na rede estadual de ensino.

Rui lembrou que o número de vagas vai permitir beneficiar, além dos alunos da rede profissional, 70 mil estudantes do Ensino Médio e também 22 mil egressos que saíram da rede nos últimos anos. “Ao todo, temos 108 mil estudantes matriculados na rede de ensino profissional, mas queríamos ampliar o número de estudantes com acesso aos cursos. Fizemos uma parceria com o Sistema S e estamos ofertando cursos online em diferentes áreas. Esses cursos também vão contar para a jornada escolar, sendo mais um conteúdo disponibilizado para a rede estadual neste ano de retomada”, detalhou o governador.

Os cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) atenderão estudantes já matriculados que fazem cursos técnicos ou o Ensino Médio (1°, 2° e 3° e 4º ano) e beneficiarão também egressos da rede estadual. O objetivo é promover a qualificação dos estudantes para o mundo do trabalho e elevar a escolaridade.

“Este novo Programa de Qualificação integra a política de expansão da oferta de cursos de qualificação e formação profissional do governo do Estado da Bahia. A determinação do governador Rui Costa é que sejam ofertados cursos em todos os municípios e estamos trabalhando, mesmo com o cenário de pandemia, para proporcionar esta oportunidade aos nossos estudantes e egressos da rede estadual”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

As vagas serão oferecidas nos 27 Territórios de Identidade da Bahia, alcançando os 417 municípios. Os cursos serão nos eixos tecnológicos de Meio ambiente e Saúde; Controle e Processos Industriais; Gestão e Negócios; Informação e Comunicação; Infraestrutura; Produção Alimentícia; Produção Cultural e Designer; Produção Industrial; Recursos Naturais; e Turismo, Hospitalidade e Lazer.

Ao longo do ano, serão realizados dois processos seletivos, via sorteio eletrônico com editais a serem publicados nos meses de maio e julho, no Portal da Educação, e amplamente divulgados na imprensa. Os cursos terão carga-horária entre 160 e 240 horas, com duração de até quatro meses e, ao final, o estudante receberá certificado na conclusão do curso.

Por causa da pandemia do novo Coronavírus, os cursos deverão começar na modalidade 100% remota, no formato Educação à Distância (EaD), envolvendo parcerias com instituições públicas e privadas, a exemplo do Senai, Senac e Senar. O estudante também precisará ter 75% da frequência e de nota seis nas atividades.

Para o estudante Marcos Gabriel Patrocínio, 17, que faz o curso técnico de nível médio em Comunicação Visual, no Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia Informação e Comunicação (CEEP TIC), em Lauro de Freitas, esta é mais uma oportunidade de qualificação para a sua formação.

“Estes novos cursos são de extrema importância, porque vão me oferecer mais uma chance de aperfeiçoar o meu aprendizado e, por serem mais curtos, posso almejar um espaço no mercado de trabalho e ajudar a minha família, enquanto concluo o curso de Comunicação Visual”, destaca o estudante.

Segundo o diretor Denis Daltro, do CEEP TIC, com os novos cursos, a Bahia dá um salto na qualificação profissional. “É muito importante a iniciativa do Governo do Estado em promover os cursos FIC, porque iremos abranger toda a Bahia, dando a oportunidade para que os jovens dos cursos técnicos e do Ensino Médio, bem como os egressos da rede estadual, desenvolvam habilidades e competências que somem ao seu conhecimento e os insiram no mundo do trabalho”.

Outras políticas de assistência estudantil

Além do programa de qualificação, o Governo da Bahia investe em mais três programas de assistência estudantil, cujos investimentos somam mais de R$ 410 milhões, em 2021, com recursos próprios do Estado. Com o Programa Vale-alimentação Estudantil, cada estudante matriculado na rede estadual recebe R$ 55 para a compra de gêneros alimentícios, o que representa investimento de R$ 44 milhões por parcela. Com o Programa Mais Estudo, bolsas de R$ 100 serão concedidas para 52 mil estudantes, que darão monitoria em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica aos colegas.

O outro programa é o Bolsa Presença, que concederá R$ 150 para cada família de baixa renda, cadastrada no CaD Único e com filhos na rede estadual. O objetivo do Bolsa Presença é assegurar a permanência dos estudantes nas escolas, evitar o abandono e fortalecer o vínculo com a escola.