Decretada prisão de homem que agrediu mulher em Ilhéus


A justiça decretou a prisão preventiva do homem que agrediu uma mulher em Ilhéus. Até a última atualização desta reportagem, Carlos Samuel não havia sido preso.

O Ministério Público estadual requereu ontem, dia 15, a prisão preventiva de Carlos Samuel Freitas Costa Filho, identificado como autor das agressões contra uma mulher, filmadas e veiculadas em vídeo pelas redes sociais online e imprensa. A notícia do fato foi encaminhada na manhã desta quinta-feira ao MP, que solicitou de imediato a documentação à autoridade policial para a adoção das medidas cabíveis. O pedido da prisão se fundamentou “na necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato”.

Carlos Samuel já foi denunciado em 2015 pelo MP por crimes de violência doméstica, ameaça e cárcere privado cometidos contra outra mulher. Ele foi condenado pela Justiça em primeira instância. Após recurso impetrado pela defesa de Carlos Samuel, a condenação quanto ao crime de cárcere privado foi mantida em agosto último pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que reconheceu a prescrição referente aos crimes de violência doméstica e ameaça.

Matéria atualizada.

A delegada Andrea Oliveira afirmou ao Blog Agravo que foram encaminhados ao Ministério Público os inquéritos que foram instaurados para investigar as denúncias de violência cometidas por Carlos Samuel.