Bahia registra 3.566 casos de Covid-19 e 128 óbitos


A Bahia registra 3.566 casos confirmados de Covid-19, o que representa 23,51% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 764 pacientes recuperados e 128 óbitos, 2.674 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 149 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,01%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são: Ilhéus (1.441,53%), Uruçuca (1.315,85%), Itabuna (1055,23%), Coaraci (1000,41%) e Salvador (782,29%).

O boletim epidemiológico registra 7.930 casos descartados e 15.168 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 20.448 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 3 de maio de 2020. Atualmente, 2.019 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 128 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1) ; Capim Grosso (1); Catu* (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (1); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié* (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (80); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda (1) Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas deste domingo (3).

124º óbito: Homem, 43 anos, residente em Vitória da Conquista, com comorbidades – doença renal crônica, em hemodiálise. Apresentou os primeiros sintomas no dia 12 de abril, indo a óbito no dia 2 de maio, em hospital privado.

125º óbito: Homem, 82 anos, comorbidade insuficiência renal, residente em Veredas, município de infecção Ilhéus. Apresentou os primeiros sintomas em 25 de abril, indo a óbito na mesma data, em hospital público.

126º óbito: Homem, 69 anos, residente em Caxias do Sul, comorbidades diabetes e HIV. Apresentou os primeiros sintomas no dia 29 de abril, vindo a óbito dia 2 de maio, em hospital privado, no município de Feira de Santana.

127º óbito: Homem, 69 anos, residente em Salvador. Apresentou os primeiros sintomas no dia 17 de abril,
vindo a óbito no dia 3 de maio, em hospital da rede filantrópica. Comorbidades demência vascular, síndrome de fragilidade e hipertensão.

128º óbito: Mulher, 77 anos, residente em Salvador, com histórico de diabetes e doenças cardíacas crônicas. Apresentou os primeiros sintomas em 23 de abril, foi internada no dia 25, vindo a óbito hoje (3), em hospital privado da capital.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

Bolsonaro encontra apoiadores na rampa do Palácio do Planalto


O presidente cumprimentou os apoiadores à distância.

O presidente Jair Bolsonaro foi hoje (3) ao encontro de apoiadores que participaram de uma carreata na Esplanada dos Ministérios. Durante a manifestação, Bolsonaro desceu a rampa do Palácio do Planalto e cumprimentou os apoiadores à distância.

O encontro foi transmitido pela rede social do presidente e durou cerca uma hora. Segundo Bolsonaro, a manifestação foi realizada de forma espontânea pelos apoiadores em favor da governabilidade e por muitas pessoas que querem voltar ao trabalho.

“O Brasil, como um todo, reclama a volta ao trabalho. Essa destruição de empregos irresponsável por parte de alguns governadores é inadmissível. O preço vai ser muito alto na frente, fome, desemprego, miséria, isso não é bom. Sabemos do efeito do vírus, mas, infelizmente, muitos serão infectados, muitos perderão suas vidas também, mas é uma realidade que temos que enfrentar”, afirmou o presidente.

De acordo com os dados divulgados ontem (2) pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem 96.559 casos confirmados da doença e 6.750 mortes foram registradas.

César Porto solicita desinfecção de ruas de Ilhéus


Foto divulgação.

O vereador César Porto, presidente da Câmara de Ilhéus, solicitou ao prefeito do município, Mário Alexandre, a intensificação de limpeza e desinfecção de locais públicos, bairros, logradouros, batalhões e companhias de Polícia Militar, unidades hospitalares, presídio, abrigos entre outros.

A motivação do pedido feito pelo vereador vem da inquietação com o constante movimento de pessoas nesses locais, o que facilita o contágio pelo coronavírus.

O produto utilizado para desinfecção é feito à base de amônia, utilizado no combate ao coronavírus em países como a China. “Certamente com a intensificação dessas ações, diminuiremos e muito a possibilidade do vírus se propagar em nossa cidade e contaminar mais pessoas. Vamos sair desse período difícil, triste, desgastante, cruel e sem precedente” destacou César Porto.

Prefeito de Ilhéus sanciona lei municipal que proíbe corte de água e energia durante pandemia do coronavírus


Imagem Ilustrativa. 

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, sancionou na última quinta-feira (30) a lei que veta o corte de fornecimento dos serviços básicos de energia elétrica, telefonia, gás, água e esgoto, prestados ao consumidor, durante o estado de calamidade pública em decorrência de atraso no pagamento das faturas desses serviços. De acordo com o gestor, a determinação faz parte do pacote de ações adotado pelo Município para minimizar os impactos e as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus.

“Queremos que a população tenha recursos necessários para enfrentar essa crise. Ao mesmo tempo a suspensão de corte dos serviços básicos garante que as medidas de higiene e de isolamento social sejam mantidas. Medidas fundamentais para reduzir a taxa de contágio da doença”, ressaltou Mário Alexandre.

A Lei já está em vigor.

Nova equipe chega para continuar a descontaminação em hospital Costa do Cacau


Foto divulgação.

A partir deste domingo (3) outra equipe de bombeiros militares especialistas em ocorrências com agentes químicos, biológicos, radiológicos e nucleares (QBRN), dará continuidade à operação de descontaminação e desinfecção do Hospital Costa do Cacau em Ilhéus. A troca da equipe faz parte dos protocolos de segurança, onde os militares podem, no máximo, ficar sete dias expostos aos produtos químicos e elementos biológicos.

“Para a descontaminação e desinfecção de estruturas para destruição dos riscos biológicos nós utilizamos elementos e substâncias químicas, além de todo protocolo de segurança. A exposição não pode ser excessiva”, explicou o major BM Allan Guanais. Neste sábado, as duas equipes realizaram a ação. “Para seguirmos o mesmo padrão de atuação que fomos formados e especializados para fazer!”, completou o major. Durante a descontaminação, os bombeiros militares utilizam roupa de proteção química e biológica, além de proteção respiratória com filtro e botas e luvas especificas.

Todo processo acontece em áreas que não estejam ocupadas. Como a unidade de saúde permanece em atendimento, a descontaminação tem que se realizar por etapas. Os militares atuam conforme a desocupação dos ambientes. A partir deste domingo, a ação passa a ser liderada pelo capitão BM Vagner da Silva Nascimento.

Esse tipo de descontaminação não é uma atividade específica de bombeiros, mas neste momento de pandemia, houve a solicitação da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o que foi prontamente atendida pela corporação, pelo risco de perdas de vidas em consequência da contaminação.

Outras descontaminações – Durante esta semana, bombeiros militares da capital baiana, capacitados para realizar a descontaminação, também realizaram a ação na Sesab, além de alguns ambientes da Polícia Militar, como o Quartel do Comando Geral, o Batalhão de Choque e a área ambulatorial da Junta Médica na Vila Policial Militar do Bomfim. O objetivo é deixar as áreas seguras para as pessoas que transitam nas áreas, sejam profissionais que atuam ou para que precisa de atendimento.

Moro conclui depoimento após 9 h na sede da PF, em Curitiba


Moro apresenta novas provas e reafirma acusações a Bolsonaro em depoimento na PF.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro concluiu o depoimento de aproximadamente oito horas, prestado a delegados da Polícia Federal e representantes da Procuradoria-Geral da República, em Curitiba, neste sábado (2). Moro foi ouvido em inquérito aberto por determinação do ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), após acusações feitas contra o presidente Jair Bolsonaro ao sair do governo.

No depoimento Sergio Moro reiterou as acusações de ingerência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Além das mensagens de WhatsApp, ele apresentou emails e áudios de conversas – dele e de funcionários que autorizaram sua utilização.

Moro também disponibilizou o celular e arquivos de mídia para cópia e perícia.

No material, há conversas com outras autoridades usadas por Bolsonaro para mandar recados a Moro.